Uma ficção realista
Alessandro com um refém no autocarro da carreira 174

Mais CinemaDrama  

Uma ficção realista

A partir de um assalto acompanhado em directo pelas televisões, o filme "Autocarro 174", do realizador Bruno Barreto mergulha nos contornos que a realidade nem sempre consegue mostrar.

Em Junho do ano 2000, um jovem manteve reféns várias pessoas dentro de um autocarro, numa zona residencial do rio de Janeiro. Bruno Barreto viu o documentário sobre este rapto, "Ônibus 174" de José Padilha ("Tropa de Elite"), e foi procurar a história que ninguém contou sobre uma mulher que acredita que o filho era o autor do assalto.

Juntamente com Braúlio Mantovani, argumentista de "A Cidade de Deus", constrói uma ficção sobre uma mãe e um filho órfãos, que se perdem e se encontram no Rio de Janeiro. O assalto ao autocarro foi apenas um bom motivo, uma possibilidade para procurar outras histórias.

Bruno Barreto, que esteve por estes dias em Lisboa, tem 18 longas-metragens no currículo, incluindo o filme mais visto de sempre no Brasil, "Dona Flor e os Seus Dois Maridos". Esteve dez anos em Nova Iorque e sete em Los Angeles. Regressou ao Brasil, mas só consegue deixar-se seduzir por São Paulo. No entanto, foi no Rio de Janeiro que contou a história de "Autocarro 174".

A rodagem numa das poucas favelas que não tem tráfico de droga foi dura, mas encontrou compensações, por exemplo no trabalho com os actores, a maior parte de teatro amador.

O realizador recusa o rótulo de história sobre miúdos das favelas. Prefere falar de drama clássico, mergulhado na actualidade, e neste caso, prefere a ficção à realidade. Os factos resumiram-se aos directos televisivos, sobre o assalto e o protagonista do golpe. Bruno Barreto deu contexto e um passado a este rapaz, mas também um futuro, na memória da mulher que acredita que perdeu o filho em mais um episódio de violência urbana.

AUTOCARRO 174

De Bruno Barreto
com Mivhel Gomes, Chris Vianna, Marcello Melo Junior
Drama, Thriller
110m
M/16
Brasil
2008

Ouça a crítica de Lara Marques Pereira

 


por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaDrama