Veneza dia 1: Mira Nair entre dois mundos
O ator Riz Ahmed interpreta um paquistanês emigrado nos Estados Unidos.

THE RELUCTANT FUNDAMENTALIST, Mira Nair  

Veneza dia 1: Mira Nair entre dois mundos

A realizadora de origem indiana filma o modo como o 11 de setembro mudou as relações entre o ocidente e o mundo árabe.

Cinemax Rádio:
Outros Áudios
Veneza dia 1: "Fundamentalista Relutante" de Mira Nair

Mira Nair é uma figura habitual em Veneza, onde tem mostrado praticamente todos os seus filmes e já conquistou até um leão de ouro com "Monsoon Wedding - Casamento Debaixo de Chuva", em 2001.

Foi curiosamente nesse ano que dois dias após ter recebido o galardão máximo em Veneza, se deram os ataques do 11 de Setembro. Dez anos depois dos trágicos acontecimentos, Mira Nair sai claramente da zona de conforto e filma entre Lahore no Paquistão, Nova Iorque e Istambul "The Reluctant Fundamentalist", a partir do romance de Mohsin Hamid, uma reflexão atual sobre a imprevisibilidade das relações entre os Estados Unidos e o mundo Árabe.

A história segue um jovem paquistanês que conquista o sonho americano (conclui o curso superior e torna-se um analista financeiro de sucesso em Nova Iorque). É amado por uma artista sofisticada ( Kate Hudson) com um trauma amoroso passado, mas mesmo assim ele sustenta o desejo de constituir família nos Estados Unidos.

No pós 11 de Setembro de 2001, o mundo muda radicalmente e a xenofobia norte-americana, acaba por empurrá-lo para as suas origens no Paquistão. O amor pela América é transformado em ódio, torna-se professor, adere aos extremistas islâmicos e concebe o plano de rapto de um cidadão norte-americano nesse país.

É neste contexto que se dá uma conversa de café entre um jornalista recrutado pela CIA (Liev Schreiber) com o objetivo de salvar o tal homem do cativeiro e obtendo as informações a partir do jovem fundamentalista relutante. Mas o paquistanês revela-se mais interessado em contar a sua própria história e como atingiu um ponto de não retorno.

"The Reluctant Fundamentalist" teve uma boa receção em Veneza, levantando questões pertinentes sobre preconceitos entre o Ocidente e o Islão que na essência bem podem confluir numa palavra difícil de digerir que dá nome a parte do título do filme :"fundamentalista".

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Veneza 2012