Veneza, dia 2: o fim da estrada

Mais CinemaFicção científicaMais CinemaVeneza 2009FantásticoMais Cinema  

Veneza, dia 2: o fim da estrada

A visão pós apocalíptica de Cormac McCarthy não entusiasmou Veneza.

"The Road" surgiu na competição oficial do festival de Veneza rodeado de enormes expectativas. Isso deve-se a duas razões: a rodagem foi algo singular e demorada (ler mais aqui) e o filme adapta o romance mais popular de Cormac McCarthy, o autor de "Este País Não é Para Velhos".

A visualização de um mundo hostil e destruído por um apocalipse é particularmente eficaz graças à escolha cirúrgica de lugares existentes nos Estados Unidos com marcas de destruição - há sequências rodadas em Nova Orleães antes da operação de limpeza e reconstituição - ou de paisagens que exibem abandono de actividades humanas. 

Nesse sentido estamos perante um filme com uma produção cuidada e que investiu imenso numa visão realista.

Só que além deste retrato de um mundo pós-apocalíptico há uma história de ligação profunda entre um pai e um filho, derradeiros sobreviventes, interpretados num exercício de permanente confronto e solidão por Viggo Mortensen e pelo jovem Kodi Smith-McPhee.

Mas esse drama de resistência em território hostil nunca ganha intensidade em relação à envolvente. "The Road" é um filme que marca em função da paisagem mas não consegue traduzir a dimensão de uma tragédia humana tão singular.

> ouça a reportagem

por
publicado 19:44 - 11 setembro '09

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaFicção científicaMais CinemaVeneza 2009FantásticoMais Cinema