Viva il cinema!... pela oitava vez
De regresso ao "Cinema Paraíso" com a exibição do clássico em cópia restaurada.

FestivalCinema Europeu  

Viva il cinema!... pela oitava vez

Festa do Cinema Italiano recorda Sergio Leone, Fellini, estreia série "Gomorra" e abre espaço para os mais pequenos.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Viva il cinema!... pela oitava vez
O País das Maravilhas A família de Gelsomina vive segundo as suas próprias regras. Gelsomina, com apenas doze anos, é praticamente a chefe de família. As suas três irmãs mais novas obedecem-lhe e trabalham sob a sua vigilância. O pai de Gelsomina, Wolfgang, é um estrangeiro e Gelsomina a futura rainha do estranho e improvável reino que ele construiu. Um herdeiro seria mais apropriado, mas Gelsomina é forte e ...
Artigo recomendado:
Viva il cinema!... pela oitava vez
Cannes 2014: LE MERAVIGLIE, Alice RORHWACHER
De novo um realismo à italiana Integrado na competição de Cannes, "Le Meraviglie", de Alice Rohrwacher, faz o retrato de uma família pobre da região da Úmbria — ou como ...

Filmes premiados em Cannes e em Veneza, uma retrospetiva dedicada a Sergio Leone e a série televisiva "Gomorra" - será integralmente exibida em sala de cinema e depois transmitida na RTP2 - são alguns dos destaques da Festa do Cinema Italiano, que começa no dia 25, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Esta mostra, dedicada ao cinema contemporâneo italiano, cumpre a oitava edição e a programação abre com "O País das Maravilhas", que a realizadora Alice Rohrwacher e a protagonista, a irmã, Alba Rohrwacher, apresentarão em antestreia em Lisboa. O filme conquistou em 2014 o grande prémio do júri em Cannes (ver trailer e artigo recomendado).

Alba Rohrwacher é também a protagonista de "Hungry Hearts", drama de Saverio Constanzo sobre a parentalidade em tempos modernos e que será exibido na secção Panorama. Alba Rohrwacher, o realizador e o ator Adam Driver foram premiados no festival de Veneza.

Da programação, o diretor da Festa do Cinema Italiano, Stefano Savio, sublinhou a existência de filmes em antestreia nacional - e há ainda duas antestreias internacionais - elogiando a relação com as distribuidoras portuguesas, que asseguram a exibição comercial de várias obras.

A Festa exibirá também, e com garantia de estreia comercial a 2 de abril, "Que Estranho Chamar-se Federico", documentário de Ettore Scola sobre uma das maiores figuras do cinema italiano, Federico Fellini, que morreu há vinte anos.

"O filme de Scola é uma investigação pessoal sobre a identidade fugidia do grande génio, sobre tudo aquilo que foi a sua permanência no mundo, sem certezas nem nostalgias", afirma a organização.

O encerramento da Festa do Cinema Italiano em Lisboa acontecerá a 2 de abril, com a comédia "O Rapaz Invisível", de Gabriele Salvatores, sobre um adolescente que descobre que o fato que comprou tem o poder de o tornar invisível.

Stefano Savio destaca ainda uma retrospetiva dedicada a Sergio Leone, figura de proa do western spaghetti, em parceria com a Cinemateca Portuguesa, e que inclui uma versão em cópia restaurada de "Era Uma Vez na América" e de "O Bom, o Mau e o Vilão".

A Festa do Cinema Italiano abre uma janela para a produção televisiva e exibirá na íntegra "Gomorra", a série de Stefano Sollima, Francesca Comencini e Claudio Cupellini, baseada na obra homónima de Roberto Saviano.

O programa inclui ainda o recente filme "Terra da Fraternidade", documentário luso-italiano de Lorenzo d'Amico De Carvalho, sobre Portugal, a crise económica e a participação cívica dos portugueses nas manifestações ocorridas nos últimos quatro anos.

A organização destaca igualmente a exibição, pela primeira vez em Portugal, da nova cópia restaurada digitalmente de "Cinema Paraíso", premiado filme de Giuseppe Tornatore.

Na seleção competitiva desta festa destacam-se alguns dos filmes realizados no ano passado em Itália: "Almas Negras", de Francesco Munzi, "As Belas Coisas", de Agostino Ferrente e Giovanni Piperno, "Incompreendida", de Asia Argento, "Com a Graça de Deus", de Edoardo Winspeare, "Mais Escuro que a Meia-noite", de Sebastiano Riso, e "Short Skin", de Duccio Chiarini.

O júri integra Ana Sousa Dias, Lidia Ramogida e Francesco di Pace.

Pela primeira vez, a mostra terá programação infantil, intitulada Piccolini, focada em algumas figuras conhecidas, nomeadamente Pinóquio, Topo Gigio e Calimero.

A Festa do Cinema Italiano é organizada pela Associação Il Sorpasso. Decorre em Lisboa no Cinema São jorge e Cinemateca Nacional até 2 de abril e terá extensões no Porto (9/12 abril), Évora (15/18 abril), Caldas da Rainha (25/27 abril), Loulé (1/3 maio) e Coimbra (5/7 maio).

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de FestivalCinema Europeu