Werner Schroeterou a nostalgia da ópera
Sami Frey em "Esta Noite": um cinema sempre seduzido pelos artifícios do teatro

Mais CinemaMais CinemaCinema Europeu  

Werner Schroeter
ou a nostalgia da ópera

Subitamente, o nome de Schroeter emerge na actualidade cinematográfica — com a estreia de "Esta Noite" e a edição de dois títulos fundamentais em DVD

Conhecemos Werner Schroeter (n. 1945) por duas razões fundamentais: primeiro, como referência obrigatória — a par de Rainer Werner Fassbinder ou Wim Wenders — da renovação do cinema alemão nas décadas de 1960/70; depois, como personalidade apaixonada por Portugal, mantendo colaborações regulares com a produção de Paulo Branco.

O seu novo filme — "Esta Noite", baseado num romance do uruguaio Juan Carlos Onetti —, de novo com chancela de Paulo Branco, foi também rodado entre nós, sobretudo na região do Porto. É uma tentativa curiosa, mas muito desequilibrada, de criar uma ambiência apocalíptica, a partir da situação de um país rasgado por um violento conflito interno.

Dir-se-ia que Schroeter tenta não perder a dimensão teatral — e, sobretudo, operática — do seu cinema, ao mesmo tempo que procura fazer um filme de narrativa mais "tradicional". O resultado é inevitavelmente fragmentário, ficando muito aquém dos seus trabalhos mais emblemáticos, em especial "O Rei das Rosas" (1986), com a lendária Magdalena Montezuma.

"O Rei das Rosas", precisamente, acaba de ser lançado em DVD, tal como outro momento marcante da filmografia de Schroeter: "Duas" (2002), belíssimo melodrama negro com a genial Isabelle Huppert (interpretando duas gémeas). Huppert, vale a pena recordar, está ligada a outro dos grandes filmes de Schroeter que, na altura, teve também estreia nas salas portuguesas: "Malina" (1991), adaptação do romance homónimo de Ingeborg Bachmann.

ESTA NOITE - NUIT DE CHIEN, De Werner Schroeter com Pascal Greggory, Nuno Lopes, Bruno Todeschini; Drama; 110m; M/16; ALE/FRA/POR; 2008

Ouça a crítica de João Lopes - conteúdo exclusivo do blog

por
publicado 23:46 - 25 setembro '09

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaMais CinemaCinema Europeu