Cultura

Museologia atribui dois prémios e três menções honrosas à Região

A edição de 2022 dos prémios da Associação Portuguesa de Museologia (APOM) atribuiu hoje à Região um total de 5 distinções (dois prémios e três menções honrosas) a projetos desenvolvidos pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura através da Direção Regional da Cultura. Eduardo Jesus diz que distinções «devem orgulhar todos os madeirenses e porto-santenses».

Museologia atribui dois prémios e três menções honrosas à Região

© DR

A obra de Conservação e Restauro dos Tetos Mudéjares da Fé do Funchal recebeu o prémio APOM na categoria de “Intervenção em Conservação e Restauro”. Esta intervenção decorreu entre 2019 e 2021, sob a coordenação da Secretaria Regional de Turismo e Cultura/Direção Regional da Cultura e da Direção Geral do Património Cultural/Laboratório José de Figueiredo, cofinanciada pelos fundos comunitários FEDER Madeira 14-20 e executada pela empresa Atelier Samthiago, Conservação e Restauro. A intervenção realizada permitiu a salvaguarda e a valorização de um bem de inquestionável valor histórico, artístico e cultural, único a nível nacional, considerando as suas caraterísticas, dimensões e autenticidade.

Já as comemorações do centenário do nascimento de António Aragão venceram o prémio APOM na categoria de “Parceria”. Recorde-se que, em 2021 foi promovido um programa diversificado de eventos comemorativos desse centenário que envolveu, de uma forma muito particular, a Direção de Serviços de Museus e Centros Culturais que, com um programa comum, evocaram António Aragão. Foram criadas parcerias entre os Museus /Centros Culturais tutelados pela SRTC/DRC e entre estes e outras instituições de caráter cultural da Região. Desta parceria, resultaram exposições, conferencias, seminários, concertos, conversas, projeção de filmes e documentários, apresentação de peças de teatro e de performances, peças em destaque, entre outras.

Foram ainda entregues três menções honrosas. Ao MUDAS.Museu de Arte Contemporânea da Madeira na categoria de “Serviço de Educação e Mediação Cultural”, pelo trabalho desenvolvido pela equipa do Serviço Educativo que em 2021 apresentou propostas variadas para chegar a um público heterogéneo, utilizando as novas tecnologias e múltiplas estratégias, com o objetivo de motivar, aproximar e envolver a comunidade numa partilha dinâmica de conhecimentos e experiências criativas, no âmbito da arte contemporânea.

O Museu Quinta das Cruzes (através de uma candidatura conjunta entre a Associação dos Amigos do Museu Quinta das Cruzes e a Liga de Amigos do Museu Nacional Machado de Castro LAMNMC) venceram duas menções honrosas pelo projeto “Um olhar aumentado”, nas categorias de “Parceria” e “Comunicação Online”. O projeto constou de 19 reuniões, via zoom, feitas de janeiro a novembro de 2021, sobre assuntos de interesse cultural para os associados das duas ligas, versando peças dos museus.
Para o Secretário Regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, estas distinções de que a Região foi hoje merecedora têm um significado especial “não apenas para o setor cultural, mas para todos, e devem orgulhar todos os madeirenses e porto-santenses”. Os prémios são um “reconhecimento daquilo que se faz de bom na Região, já que teve em atenção iniciativas realizadas na ilha da Madeira e na ilha do Porto Santo que nos deixa muito felizes e ao mesmo tempo é um reconhecimento à qualidade, credibilidade, abrangência e capacidade de inclusão de toda a comunidade artística em cada um destes projetos que foram agora merecedores destes prémios”.

Eduardo Jesus destaca o prémio atribuído às comemorações do centenário do nascimento de António Aragão por ser “dividido por muitas pessoas, desde a própria responsabilidade pública, a todos os artistas e criadores que estiveram envolvidos e se associaram a esta celebração”. Quanto ao prémio APOM entregue à obra de restauro dos Tetos da Sé, o governante diz ser “um elogio ao trabalho que ali foi concretizado por uma equipa vasta de técnicos e especialistas sob orientação dos técnicos da DRC e por isso, os parabéns estendem-se a todos os envolvidos”.

O Secretário Regional salienta ainda a importâncias das menções honrosas recebidas que são “uma palavra de valorização e incentivo ao trabalho que tem vindo a ser realizado quer pelo MUDAS.Museu, quer pela Quinta das Cruzes”, referindo ainda o prémio atribuído ao Plano Nacional das Artes pela Conferência do Porto Santo.
“A junção de todo o trabalho concretizado ao longo do último ano fica coroado da melhor forma e, naturalmente, é uma enorme satisfação que eu divido com todos aqueles que foram os obreiros deste processo”, conclui.

“Conferência do Porto Santo” também recebeu prémio

A “Conferência do Porto Santo”, iniciativa do Ministério da Cultura (Plano Nacional das Artes) em colaboração com a Secretaria Regional de Turismo e Cultura e a Associação de Promoção da Madeira, que teve lugar na ilha do Porto Santo a 27 e 28 de abril de 2021, recebeu o prémio APOM na categoria de conferência. O evento foi organizado em articulação com o Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais (GEPAC), por ocasião da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, e teve como principal objetivo debater o significado de democracia cultural e transformar a periferia insular num centro de reflexão e de irradiação de políticas culturais inclusivas para a Europa. No final da iniciativa, que decorreu sob o tema “Da democratização à democracia cultural: repensar instituições e práticas” foi apresentada a “Carta de Porto Santo”, documento orientador com princípios e recomendações que visam promover uma cidadania cultural plena.