Cultura

Prémios da Lusofonia distinguem três personalidades ligadas à Madeira

O futebolista Cristiano Ronaldo, a estilista Fátima Lopes e o escultor Francisco Simões são alguns dos distinguidos com os Prémios da Lusofonia 2018, atribuídos pelo Instituto do Mundo Lusófono (IMLus) e entregues a 27 de fevereiro, em Paris.

Prémios da Lusofonia distinguem três personalidades ligadas à Madeira
Os Prémios da Lusofonia 2018, distribuídos por 23 categorias, mais quatro de Carreira, são entregues no próximo dia 27 de fevereiro, no Salon Ópera do Café de La Paix, em Paris.

Cristiano Ronaldo recebe o Prémio Prestígio Internacional. É considerado o melhor jogador português da história e um dos melhores do mundo. Em 2018 o jogador madeirense trocou o Real Madrid pela Juventus, numa transferência milionária que ficou para a história. O clube italiano pagou 100 milhões de euros por Cristiano Ronaldo.

Outro nome madeirense na lista dos distinguidos com os Prémios da Lusofonia é Fátima Lopes. A estilista vai receber o Prémio Moda. Fátima Lopes mudou-se para Lisboa em 1990, onde abriu uma loja com o seu nome. Em 1992, realizou, no Convento do Beato, o primeiro desfile e a partir de daí as coleções marcam presença nos grandes desfiles nacionais e internacionais com especial destaque para Paris.

A noite do dia 27 deste mês será também uma oportunidade para a atribuição do Prémio Lusofonia 2018, na categoria Escultura, a Francisco Simões. A influência e o fortalecimento da arte e o seu envolvimento no fortalecimento das ligações entre a Lusofonia e a Francofonia, são as justificações apresentadas para distinguir escultor que teve uma importante passagem pela Madeira como professor e como personalidade da cultura.
Natural de Porto Brandão, Almada, o escultor chegou à Madeira em 1969 e nesse ano foi professor no seminário diocesano. Entre 1972-75 foi diretor, o primeiro, da escola da Ribeira Brava levando a cabo um inédito programa pedagógico que foi reconhecido como inovador após o 25 de abril pelo Ministério da Educação. Francisco Simões foi ainda professor na Francisco Franco, diretor da escola da Calheta em 1974/75, membro da comissão instaladora do Museu da Quinta das Cruzes, juntamente com Jorge Marques da Silva e com António Aragão e responsável pela FAOJ na região, em coautoria com diversos escritores portugueses como David Mourão Ferreira e Urbano Tavares Rodrigues.
Tem obras espalhadas pelo Mundo. Em Portugal as mais conhecidas estão na Estação de Metropolitano do Campo Pequeno e no Parque dos Poetas em Oeiras.

Os galardoados deste ano são personalidades de Portugal, Brasil, Angola, Moçambique e Cabo Verde que se notabilizaram nos domínios do desporto, cinema, escultura, literatura, pintura, música, fotografia, investigação, ensino superior, meio empresarial, arquitetura, diplomacia, política e ecologia. O prémio especial é o Prémio Carreira.

Aqui fica a lista dos vencedores dos “Prix de la Lusophonie 2018”:

Prémio Carreira – Álvaro Siza Vieira (Portugal)
Prémio Carreira - Lima Duarte (Brasil)
Prémio Carreira – Álvaro Cassuto (Portugal)
Prémio Carreira – Mia Couto (Moçambique)
Prémio Sustentabilidade e Preservação Ambiental – Sebastião Salgado & Lélia Wanick Salgado (Brasil)
Prémio Literatura - José Rodrigues dos Santos (Portugal)
Prémio Jornalismo - Judite Sousa (Portugal)
Prémio Projeção Internacional – Salvador Sobral (Portugal)
Prémio Moda - Fátima Lopes (Portugal)
Prémio Empreendedorismo – Nuno Rebelo de Sousa (Brasil/Portugal)
Prémio Projeção Cultural & Património – Fundação Roberto Marinho ( Brasil)
Prémio Imprensa Escrita – Domingos de Andrade (Portugal)
Prémio Projeção Língua Portuguesa – Porto Editora (Portugal)
Prémio Gestão – Jacyr Costa Filho (Brasil)
Prémio Arquitetura - Teresa Simões (Brasil)
Prémio Investigação - Guido Palomba (Brasil)
Prémio Escultura – Francisco Simões (Portugal)
Prémio Música Clássica – Carlos Alves (Portugal)
Prémio Revelação – Carlo Porto (Portugal/Brasil)
Prémio Personalidade do Ano- José Maria Costa (Portugal)
Prémio Especial Lusofonia–Francofonia – Eugénio Anacoreta (Portugal)
Prémio Televisão/Lusofonia - José Arantes – RTP África (Portugal)
Prémio Defesa dos Direitos de Autor/Lusofonia - José Jorge Letria - SPA (Portugal)
Prémio Diáspora – Carlos Matos (França/Portugal)
Prémio Juventude & Desporto – José Gonçalves (Cabo Verde)
Prémio Educação – Egídio dos Santos (Angola)
Prémio Prestígio Internacional – Cristiano Ronaldo (Portugal)