Cultura

TEF festeja 45 anos (Vídeo)

A Associação Teatro Experimental do Funchal assinala hoje, 30 de novembro, 45 anos de atividade.

© Cecília do Carmo | ATEF

A Associação Teatro Experimental do Funchal iniciou o seu percurso em 1975, nos serviços culturais da Câmara Municipal do Funchal, denominada na altura como Grupo Experimental de Teatro do Funchal.

Desde 1975, entre apresentações de espetáculos e animações, assistiram às peças da ATEF de 740 mil espetadores, em mais de 60 animações e 149 peças de teatro, setenta delas para infância e juventude, 14 em itinerância para um público misto e as restantes para o público em geral.

Pela direção artística do TEF passaram quatro diretores artísticos: Eduardo Luíz, Élvio Camacho, Fernando Heitor e Roberto Merino.

Ao longo dos anos os ensaios dividiram-se por vários espaços: Teatro Municipal Baltazar Dias (até 1984), Inatel, Ateneu, espaços privados - Inatel, (a partir de 1987) Teatro Municipal Baltazar Dias, (em 1994) Auditório do Jardim Municipal e recreio da Escola Primária da Carreira, Cine Teatro Municipal de Santo António (a partir de 1995 - onde tem realizado a maior parte dos seus espetáculos) e Centro Cívico Edmundo Bettencourt - aquando da sua mudança de sede (1998).

O TEF foi e ainda é uma escola de influências para a maior parte dos grupos de teatro da Região e um local de ensaio profissional para os formandos da área de espetáculo e/ou da Cultura, designadamente: Estágios Profissionais , UMa, CEPAM, IEM, CHAPITO.

Apoiou animações culturais, diversos grupos de teatro da Região instituições de solidariedade. Contou no seu percurso com a colaboração do INATEL, Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, Teatro Nacional D. Maria II, Secretaria Regional da Educação, Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espetáculo – CHAPITÔ, Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, e várias outras entidades.

A Itinerância cultural aconteceu com maior incidência nos anos 80 e 90, em vários concelhos da Madeira e no Continente: Teatro Circo de Braga, Coliseu Micaelense (Açores), Coimbra, Casa Cultural de Beja, Chapitô, Teatro A Barraca, Fafe, Porto, entre ouros. Atuou em vários festivais (FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica – Porto; Encontro Regional Funchal em Lisboa; Festival Colombo – Porto Santo; Cortejo 500 Anos da Cidade do Funchal). Participou em Feiras do Livro, Festas da Cultura e outras.

Embora a ATEF integre produções de Teatro para a Infância desde a sua génese, mais concretamente, desde finais dos anos 70 (Histórias de Hakim), foi com a peça Teatroscópio (1987) que, as produções destinadas à infância, assumiram uma dinâmica cultural sistemática, trazendo ao Teatro, escolas e instituições, mobilizando milhares de crianças, jovens e adultos. Com um historial que totaliza já 67 produções de teatro para a Infância no seu repertório, estas criações continuam a ser uma das maiores divisas da ATEF Companhia de Teatro, colorindo o imaginário de miúdos e graúdos.