Desporto

Dois golos de penálti de Ronaldo garantem empate da Juventus

Os golos do madeirense Cristiano Ronaldo permitiram este sábado à líder Juventus empatar a 2-2 em casa com a Atalanta, que falhou o ataque ao segundo lugar, para a 32.ª jornada da Liga italiana de futebol.

Dois golos de penálti de Ronaldo garantem empate da Juventus

© Lusa

A surpreendente Atalanta, que vinha de um ciclo de nove triunfos consecutivos, chegou à vantagem pelo colombiano Dúvan Zapata (0-1), aos 16 minutos, a passe do argentino Papu Gómez, colocando em sentido a formação de Turim.

A Juventus empatou por Cristiano Ronaldo (1-1), aos 55 minutos, na conversão de uma grande penalidade, mas a Atalanta, tal como a ‘vecchia signora’ a disputar a Liga dos Campeões, desfez a igualdade pelo ucraniano Ruslan Malinovskiy (1-2), aos 80.

Com a nuvem da segunda derrota consecutiva a pairar em Turim, a Juventus chegou ao empate novamente na conversão de uma grande penalidade por Cristiano Ronaldo (2-2), aos 90 minutos, que elevou para 28 o número de golos marcados na Série A (menos um do que Ciro Immobile, da Lazio).

Apesar do empate, a Juventus, primeira classificada, com 76 pontos, aumentou para oito a vantagem que detém na liderança da Liga italiana para a Lazio, segunda com 68, que perdeu em casa com o Sassuolo (1-2) e ficou ao alcance da Atalanta.

Com o ponto conquistado em casa da Juventus, a Atalanta manteve a terceira posição, agora com 67 pontos, a apenas um da Lazio, que, desde a retoma do campeonato da Serie A, após a suspensão ditada pela covid-19, continua em queda.

O Sassuolo somou o quarto triunfo consecutivo, numa partida em que recuperou de uma desvantagem de 1-0, dado a Lazio se ter adiantado no marcador pelo espanhol Luis Alberto, aos 33 minutos, com golos de Giacomo Raspadori (1-1), aos 52, e Francesco Caputo (1-2), aos 91.

O Sassuolo, que não perde para o campeonato há seis jogos, em que soma dois empates e quatro vitórias consecutivas, segue na oitava posição da liga transalpina, com 46 pontos, a cinco pontos do Nápoles (sexto), último na linha europeia.

A Roma, do treinador português Paulo Fonseca, venceu por 3-0 em casa do Brescia e segurou o quinto posto da Liga italiana de futebol, que dá acesso à Liga Europa, sob ameaça dos perseguidores Nápoles e AC Milan, que domingo se defrontam.

Numa primeira parte sem golos, a Roma materializou em golos a sua superioridade na segunda, por intermédio do argentino Federico Fazio (0-1), aos 48 minutos, do croata Nikola Kalinic (0-2), aos 62, e do prodígio italiano Nicolò Zaniolo (0-3), aos 74.

Na parte final do encontro, o bósnio Edin Dzeko, que aos 77 minutos entrou para o lugar de Nikola Kalinic, esteve por duas vezes perto do golo, mas em ambos os lances atirou ao ferro da baliza do Brescia.

O Brescia, que esta época regressou à Série A, segue no 19.º e penúltimo lugar, com 21 pontos, e pode cair no final da jornada para o último posto, se o lanterna-vermelha SPAL vencer o Génova (18.º), numa partida entre dois aflitos.

C/Lusa