Desporto

José Gomes pede apoio aos adeptos para ajudar Marítimo a regressar às vitórias

O treinador destacou a importância da massa associativa na véspera de fazer o primeiro jogo nos Barreiros como técnico maritimista.

CSMaritimo

O treinador do Marítimo, José Gomes, pediu hoje apoio e união dos adeptos ‘verde rubros’ para ajudar a equipa a regressar aos triunfos diante do Santa Clara, na 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O conjunto madeirense não ganha há oito jogos, cinco dos quais para o campeonato, e José Gomes destacou a importância da massa associativa na véspera de fazer o primeiro jogo nos Barreiros como técnico maritimista, lembrando que "no futebol e na vida, ninguém consegue ganhar nada sozinho".

"Gostava de ver todos os maritimistas à volta desta equipa e que me ajudassem a ajudar os jogadores com quem estou a trabalhar diariamente e que estão a trabalhar muitíssimo bem. Só desta forma, com toda a gente unida, é que se pode atingir patamares mais altos de rendimento", afirmou, na conferência de imprensa de antevisão do encontro de sábado.

A estreia de José Gomes no Marítimo não correu da melhor maneira, tendo sido goleado no Estádio da Luz, pelo campeão e líder Benfica, por 4-0, mas ficou a "abordagem positiva" demonstrada em campo, além de ter "quebrado a tendência" dos ‘encarnados’ terminarem os jogos em casa com mais posse de bola do que o adversário, um "sinal" que traz "confiança e otimismo".

Ainda sobre o resultado na Luz, José Gomes disse ter ficado "ofendido" com as declarações do diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, que questionou a "intensidade" do Marítimo no jogo, tendo esclarecido na quinta-feira a situação "com as pessoas em causa" e lembrou que o futebol tem de ser "positivo" e não "denegrir" e "criar notícias com base em coisas que não existem".

Para o duelo insular com o Santa Clara, o treinador ‘verde rubro’ espera melhorar a "transição e organização defensiva" e demonstrar mais eficácia, na primeira de três partidas consecutivas nos Barreiros, seguindo-se o Boavista, também para a I Liga, e o Penafiel, para a Taça da Liga.

"Vamos concentrar-nos e colocar todo o foco e atenção no Santa Clara, uma equipa muito bem organizada, forte, consistente, com processos consolidados e assimilados e vamos tentar ultrapassar este obstáculo", referiu, dando importância aos dois jogos seguidos para o campeonato, tendo em conta que o Marítimo está apenas um lugar acima da zona de despromoção.

A situação de Correa foi também abordada, pois o médio ofensivo argentino está a recuperar de uma mialgia na coxa esquerda e deverá falhar a partida para não correr o risco de parar por vários meses.

O Marítimo, 16.º classificado da I Liga, com 11 pontos, recebe o Santa Clara, 13.º, com 13, no sábado, em jogo com início marcado para as 15:00.

C/Lusa.