Economia

Grupo Pestana pondera aumentar remuneração mínima por falta de mão de obra (áudio)

O Grupo Pestana pondera, no próximo ano, aumentar a remuneração mínima dos funcionários para combater a falta de mão de obra, gravemente sentida pelo setor da hotelaria. A intenção foi manifestada por Paulo Prada, administrador do grupo hoteleiro português, durante a apresentação de um novo projeto imobiliário no antigo Hotel Madeira Palácio.

Paulo Prada, administrador do Grupo Pestana | Antena 1 © DR