Economia

Madeirenses não pagaram 16,6 milhões (vídeo)

As famílias madeirenses estão a falhar menos no pagamento de dívidas bancárias. A percentagem de devedores com empréstimos vencidos era de 7,8% no final do ano passado.

A DECO considera que o fim das moratórias no crédito à habitação pode agravar o incumprimento.

No final do ano passado o valor dos empréstimos concedidos às famílias madeirenses era de cerca de 3 milhões de euros. Uma quebra de 2,4% em relação ao ano anterior.

A redução é explicada pela redução no crédito ao consumo.

A maior fatia dos empréstimos, ou seja 67%, vai para a compra de habitação.

Os madeirenses até são cumpridores nos pagamentos mas estão a surgir casos de sobre-endividamento.

A percentagem de devedores com empréstimos vencidos na Região era no final do ano passado de 7,8%. Uma redução de 0,6% em relação a 2019.

O recurso às moratórias deu um alívio à tesouraria familiar.

A DECO já recebeu de todo o país cerca de 30 mil pedidos de ajuda da famílias sobre-endividadas em 2020.

Na Madeira, no final do ano passado os empréstimos vencidos no crédito à habitação eram de 16,6 milhões de euros.

Os dados foram divulgados pela Direção Regional de Estatística.