Economia

Número de novos contratos de arrendamento da Região diminuiu em termos homólogos

Segundo informação hoje divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no 1.º semestre de 2022 (últimos 12 meses), o valor mediano das rendas dos 1 276 novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares, celebrados na Região, foi de 6,81 €/m2, o valor mais elevado da série existente (com início no 2.º semestre de 2017). Relativamente ao semestre precedente, observou-se um acréscimo de novos contratos, de +4,5%, e de +7,6% no valor mediano das respetivas rendas. Comparativamente ao 1.º semestre de 2021, observaram-se, pela mesma ordem, variações de -4,6% e de +10,7%.

Número de novos contratos de arrendamento da Região diminuiu em termos homólogos

© DR

Entre as 25 regiões NUTS III, a RAM posicionou-se como a quarta região com o valor mediano das rendas mais elevado (6,81 €/m2), atrás da Área Metropolitana de Lisboa (9,29 €/m2) e do Algarve (7,05 €/m2) e da Área Metropolitana do Porto (6,82 €/m2). Note-se que a média nacional correspondia a 6,25 €/m2.

Considerado o limiar mínimo (30 transações) estabelecido para efeitos de difusão, apenas foi possível disponibilizar dados para o Funchal, seus municípios contíguos (Câmara de Lobos e Santa Cruz), Calheta e Machico. No período em referência, o Funchal concentrou 849 dos 1 276 novos contratos de arrendamento, seguido de Santa Cruz com 194, Câmara de Lobos com 54, Calheta com 47 e Machico com 35.

No que diz respeito ao valor mediano de rendas entre municípios, verifica-se que o Funchal (7,84 €/m2) registou o valor mais elevado, sendo o único a superar o valor da Região (6,81 €/m2), seguindo-se Santa Cruz (6,29 €/m2), Machico (4,59 €/m2), Câmara de Lobos (4,39 €/m2) e a Calheta (3,10 €/m2).

Estabelecendo um ranking dos municípios do país, o Funchal surge em 25.º lugar, em termos de renda mais elevada, depois de Lisboa, Porto e de municípios que fazem parte das Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto e da região do Algarve. No semestre anterior, o Funchal surgia em 16.º lugar.

Limitando a análise ao 2.º trimestre de 2022, constata-se que o valor mediano das rendas na RAM foi de 7,35 €/m2, traduzindo um aumento de 16,3% em termos homólogos e de 4,4% em termos trimestrais. No Funchal, esse mesmo valor rondou os 8,33€, subindo 20,7% comparativamente ao mesmo trimestre de 2021 e 4,4% face ao trimestre anterior.