Política

Jacob Zuma `diz adeus` à Presidência da África do Sul com “efeitos imediatos”

O Presidente da África do Sul, Jacob Zuma, anunciou a demissão do cargo, "com efeitos imediatos", acatando as ordens do partido, o Congresso Nacional Africano. A declaração foi feita horas depois de Zuma ter recusado ceder à exigência do partido, que na segunda-feira lhe deu 48 horas para se demitir, e afirmado que aceitaria contudo a decisão do Parlamento, que tem previsto votar na quinta-feira uma moção de censura. Jacob Zuma, no poder desde 2009, enfrenta acusações de corrupção e favorecimento indevido de empresários de quem é amigo, em prejuízo da Economia sul-africana.

© DR