Política

Projeto de reabilitação do antigo matadouro do Funchal aprovado por unanimidade

A câmara do Funchal aprovou por unanimidade o projeto para a reabilitação do antigo matadouro do Funchal. As obras vão custar mais de 4,2 milhões de euros. Miguel Gouveia, presidente da Câmara do Funchal, diz que virou-se uma página dourada na história do património da cidade do Funchal.

A Câmara do Funchal aprovou hoje o projeto e o lançamento do concurso público para transformar o antigo matadouro municipal em centro cultural, revelou o presidente da autarquia, Miguel Gouveia, indicando que a obra está orçada em 4,2 milhões de euros.

"O projeto compreende a reabilitação integral do edifício do matadouro, com a criação de três novas funcionalidades: um espaço de exposições em três pisos, um espaço de ‘co-work’ vocacionado para as indústrias criativas e ainda uma sala multiúsos com capacidade para 350 pessoas", explicou.

O projeto e o lançamento do concurso público internacional foram aprovados por unanimidade na reunião semanal do executivo, liderado pela coligação Confiança (PS/BE/PDR/Nós, Cidadãos!), com seis vereadores, e no qual estão também representados o PSD, com quatro vereadores, e o CDS-PP, com um vereador.

Miguel Gouveia, que falava aos jornalistas após a reunião, disse que o projeto será financiado pelo menos por duas fontes: o Fundo de Turismo e a banca comercial, havendo também a possibilidade de recorrer a fundos do IFRU - Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas.

O antigo matadouro do Funchal (região da Madeira), localizado na freguesia de Santa Luzia, perto do centro da cidade, foi inaugurado na década de 40 do século XX, mas encontra-se desativado e abandonado há vários anos.

C/ LUSA