Política

PSD do Porto Santo salienta dedicação de Idalino

A concelhia do PSD do Porto Santo salientou a dedicação do atual Presidente da Câmara da ilha, que este domingo anunciou que abandonaria a vida política no final do mandato, avançando que a estrutura vai preparar o "dossiê autárquicas".

PSD do Porto Santo salienta dedicação de Idalino

© DR

Em comunicado, o vice-presidente da comissão política social-democrata porto-santense, Gregório Pestana, manifesta em nome da estrutura "respeito e entendimento quanto à decisão do atual presidente da Câmara Municipal de não se candidatar a novo mandato, fundamentada em questões de índole pessoal".

O PSD daquela ilha, que se reuniu hoje, "reconheceu e agradeceu o esforço, a dedicação e o profissionalismo de Idalino Vasconcelos à frente dos destinos da Câmara Municipal", lê-se na nota.

Também destacou a "capacidade e entrega" evidenciada pelo atual autarca a "todos os porto-santenses, particularmente nos momentos mais difíceis como aqueles que foram vividos pela população na sequência da pandemia",

No comunicado, adianta que "Idalino Vasconcelos continuará a colaborar e a trabalhar, como todos os militantes social-democratas, em nome da vitória que é preciso alcançar este ano, no Porto Santo, para bem da estabilidade e da recuperação social e económica a que todos aspiramos neste momento".

O PSD naquela ilha considera que "tão importante quanto os nomes que se disponibilizam a abraçar os desafios em nome do partido, são os projetos que se apresentam à população e que se assumem a base para garantir que o Porto Santo prossiga o seu rumo".

"Ao contrário de outros supostos candidatos, impostos pelos seus partidos, que vivem do vazio e da demagogia gasta, o PSD apresentará o único projeto e a única alternativa válida para salvaguardar os interesses e o futuro do Porto Santo e de todos os porto-santenses", declara Gregório Pestana.

O vice-presidente, aponta que "a partir de hoje" a estrutura do PSD no Porto Santo vai "preparar o dossiê Autárquicas 2021".

Complementa que pretendem apresentar "as melhores soluções, os melhores e mais capacitados quadros de entre militantes, simpatizantes e sociedade civil em geral, num projeto vencedor com o qual a população se identifique e faça parte, sendo esse, desde já, o compromisso", assumido pelo PSD do Porto Santo.

Hoje, o atual presidente da Câmara Municipal do Porto Santo, o social-democrata Idalino Vasconcelos, anunciou publicamente, numa declaração que também enviou ao presidente do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, que vai terminar a sua carreira política no final do mandato, uma decisão que diz ser "irreversível".

O nome de Idalino Vasconcelos consta na lista de recandidaturas divulgada esta semana pelo PSD nacional para as eleições autárquicas que ainda não estão marcadas, em conjunto com os atuais presidentes dos municípios madeirenses de Câmara de Lobos (Pedro Coelho) e da Calheta (Carlos Teles).

Contudo, ao contrário do que aconteceu com os outros dois autarcas, o seu nome ainda não fora confirmado pelo PSD/Madeira, tendo o partido avançado que "ainda é cedo" e que candidatos aos 11 municípios da região serão anunciados depois de uma reunião da comissão política regional.

"Guardo em mim, aqueles que me ajudaram, mas também guardo para mim, todos aqueles que me prejudicaram ao longo da minha vida política, em especial neste mandato", vinca Idalino Vasconcelos no documento,

O autarca, que celebra este domingo 61 anos, complementa: "Fui feliz na entrada e vou ser feliz na saída. Sempre, mas sempre de cabeça erguida".

Idalino Vasconcelos, um guia intérprete e empresário de turismo, foi eleito nas autárquicas de 2017 com 37,94% dos votos (1.283), tendo o candidato do PS, Filipe Menezes, que obteve 36,99% (1.251)

O PSD/Madeira ainda não se pronunciou sobre esta decisão do autarca do Porto Santo

C/Lusa