Sociedade

600 milhões de doses de vacinas vão chegar a UE

A Comissão Europeia anunciou hoje que decidiu ativar a opção contratual para mais 100 milhões de doses da vacina da BioNTech/Pfizer contra a covid-19, prevendo que a União Europeia (UE) receba 600 milhões de unidades este ano.

600 milhões de doses de vacinas vão chegar a UE

© Lusa

“Notícias importantes sobre as vacinas contra a covid-19: a Comissão Europeia ativou a opção contratual para mais 100 milhões de doses de vacina BioNTech/Pfizer”, divulgou a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, através de uma publicação na rede social Twitter.

Assim, “um total de 600 milhões de doses será entregue à UE em 2021”, acrescentou a responsável pela tutela.

Stella Kyriakides garantiu ainda que Bruxelas vai “continuar a trabalhar incansavelmente para assegurar que as vacinas cheguem rapidamente aos cidadãos” da UE.

A campanha de vacinação da UE tem sido marcada por atrasos na entrega de vacinas por parte da AstraZeneca e agora da Janssen (grupo Johnson & Johnson), depois de terem sido registados casos raros de formação de coágulos sanguíneos após a toma de ambos os fármacos.

Na passada quarta-feira, o executivo comunitário anunciou a mobilização adicional de 50 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 da BioNTech/Pfizer para este trimestre, elevando para 250 milhões o total para entrega neste período, após problemas com o fármaco da Janssen.

A vacina da BioNTech/Pfizer, assente na tecnologia do ARN mensageiro, tem sido a principal escolha de Bruxelas para fazer face aos contratempos na campanha de vacinação europeia, querendo o executivo comunitário que sejam também estas farmacêuticas a desenvolver vacinas contra as novas variantes para a UE, num total de 1,8 mil milhões de doses para 2022 e 2023.

Atualmente, estão aprovadas quatro vacinas na UE: Comirnaty (nome comercial da vacina Pfizer/BioNTech), Moderna, Vaxzevria (novo nome da vacina da AstraZeneca) e Janssen.

C/Lusa