Sociedade

30 animais retirados de uma habitação no Funchal

(Áudio)

© DR

É mais um caso que envolve dezenas de animais doentes e famintos numa casa sem condições de habitabilidade também para seres humanos.

A Associação Ajuda Alimentar Cães retirou cerca de três dezenas de animais de uma casa na Rua 31 de Janeiro, onde vivia uma mulher que segundo associação, faleceu na segunda-feira. A mulher vivia com o filho, sem quaisquer condições. O caso já tinha sido denunciado à associação e a outras entidades há alguns meses, por vizinhos e também pelos proprietários de um bar na zona, que falavam num intenso mau cheiro e muitos cães.

Foram várias as tentativas por parte da associação para entrar no local, mas os donos da casa nunca abriram a porta. A associação optou por deixar sacos de ração, enquanto não chegava a ajuda pedida à PSP e à GNR.

Mariana Nóbrega, presidente da Associação Ajuda Alimentar Cães descreveu à Antena 1 Madeira a situação que encontraram.

A situação é semelhante à que aconteceu em 2017 em Câmara de Lobos. Na altura 50 animais foram retirados de uma casa sem condições, por ordem do tribunal, mas de uma forma que gerou indignação. Desta vez o resgate correu sem problemas.