Sociedade

Centenas de portugueses morrem de covid

Portugal registou hoje 275 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 11.721 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Centenas de portugueses morrem de covid
O boletim epidemiológico de hoje revela também que estão internadas 6.117 pessoas, mais 195 do que no sábado, das quais 742 em unidades de cuidados intensivos (mais 22 nas últimas 24 horas). 

Ao dia de hoje, contabilizam-se 10.469 óbitos desde o início da pandemia, em março do ano passado.

Estão hoje ativos 169.230, um aumento de 6.279 casos nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 636.190 infeções com o coronavírus SARS-Cov-2.

As autoridades de saúde têm em vigilância 210.664 contactos, mais 4.432 relativamente ao dia anterior.

O boletim regista ainda que mais 5.167 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 456.491 o número de recuperados desde o início da pandemia. 

Relativamente às 275 mortes registadas nas últimas 24 horas, ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (125),  região Norte (57),  região Centro (54), Alentejo (30), Algarve (8) e uma na Madeira.  

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções (mais elevado entre os 40 e os 49).

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 286.864 homens e 349.132 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 194 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 5.453 eram homens e 5.016 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguindo-se a faixa etária entre os 70 e os 79 anos.