Sociedade

Certidão de óbito declara «velhice» como causa da morte da Rainha Isabel II

A causa da morte da rainha Isabel II em 8 de setembro aos 96 anos de idade foi "velhice", segundo a certidão de óbito oficial, publicada hoje pelo registo civil da Escócia.

Certidão de óbito declara «velhice» como causa da morte da Rainha Isabel II

© DR

O documento divulgado pelos chamados National Records of Scotland, e assinado pela filha de Isabel II, a princesa Ana, precisa que a hora da morte da monarca foi declarada às 15h10 (a mesma hora em Lisboa) no dia 8 de setembro.

O anúncio oficial da morte foi às 18h30, mas, até agora, a hora exata da morte era incerta.

O porta-voz da primeira-ministra britânica disse que Liz Truss foi informada pelas 16h30. Antes, pelas 12h30​​​​​​​, Truss tinha abandonado um debate no parlamento, após ter sido informada do agravamento do estado de saúde da monarca, tal como fez o líder do Partido Trabalhista (principal força da oposição), Keir Starmer.

O uso de uma gravata preta pelo apresentador da estação pública britânica BBC, Huw Edwards, durante a cobertura televisiva durante a tarde do dia 8 de setembro aumentou a especulação.

Nesse dia, o ‘site’ Guido Fawkes avançou com a notícia às 15h06, segundo a Press Gazette, mas depois retirou a informação até ao anúncio oficial.

A monarca morreu no Castelo de Balmoral, na Escócia, rodeada por familiares próximos, mas o Palácio de Buckingham, a residência oficial da família real britânica em Londres, não revelou, na altura, a causa da morte.

Isabel II tinha recebido o primeiro-ministro demissionário Boris Johnson e a sucessora Liz Truss dois dias antes e estava a ser acompanhada há vários dias por médicos, que horas antes do anúncio da morte relataram que o estado de saúde se tinha agravado, sem dar pormenores.

Desde o início do ano que Isabel II tinha reduzido significativamente os compromissos públicos e o Palácio tinha admitido que ela estava a sofrer de problemas de mobilidade.

Um serviço fúnebre com honras de Estado em 19 de setembro na Abadia de Westminster, em Londres, foi o culminar de 10 dias de cerimónias religiosas, cortejos nas ruas e velórios públicos para homenagear a monarca, que reinou durante 70 anos.

Isabel II foi sepultada na Capela de São Jorge no Castelo de Windsor.

No passado dia 24, o Palácio de Buckingham revelou a imagem da lápide da rainha.

Na laje de mármore preto belga constam os nomes da rainha e do marido, o príncipe Filipe, e dos seus pais, Jorge VI e Isabel.


Lusa