Sociedade

Cientistas investigam as profundidades dos mares da Madeira

Durante um mês um submarino de investigação vai estudar o mar da Madeira. O submergível pode descer até aos mil metros de profundidade e vai investigar quatro zonas, em 10 mergulhos.

O projeto "Madeira Mar Profundo" teve início em agosto e é promovido pela Direção Regional do Ordenamento do Território e Ambiente (DROTA). Está a cargo de uma comissão científica constituída por cinco cientistas: Andreia Braga Henriques, chefe da missão, Pal Mortensen, Manuel Biscoito, João Canning-Clode e João Delgado.

No total, estão previstos 10 mergulhos com recurso a um submarino, designado “LULA 1000”, que tem capacidade para descer até aos 1.000 metros com tripulação de três pessoas e está equipado para a captação de vídeo e áudio de alta qualidade.
O LULA1000, propriedade da Fundação Rebikoff – Niggeler, instituição portuguesa sedeada na cidade da Horta, nos Açores, é operado em conjunto com um catamarã de 17 metros, o ADA REBIKOFF, que serve de embarcação de apoio durante as missões de mar.