Sociedade

Dourada da Madeira tem qualidade para ser vendida com selo de produto regional

Os investigadores que trabalham na área da aquacultura dizem que a dourada da madeira tem qualidade para ser vendida como 'marca madeira', com o selo de produto regional (Vídeo)

© DR

A investigadora Natacha Nogueira, do Centro de Maricultura da Calheta e também da unidade de investigação ARDITI, explica que os investigadores estão a desenvolver um trabalho no sentido de demonstrar as características únicas da dourada madeirense.

Natacha Nogueira foi uma das oradoras nas jornadas EcoZarco - Literacia do mar e segurança, que decorreram esta manhã na Escola Gonçalves Zarco.

A Madeira conta actualmente com três zonas de aquacultura operacionais, nomeadamente na Calheta, Campanário e Caniçal.

Natacha Nogueira fala num crescimento constante numa Região que é já o maior produtor de dourada criada em jaulas do país.

A manter-se o mesmo número de investidores, com os pedidos de ampliação das jaulas já existentes, em 2025 a Madeira poderá chegar às 5 mil toneladas de peixe produzido em aquacultura.

Com as actuais instalações, a capacidade de produção ronda as três mil toneladas.