Sociedade

Governo da Madeira prevê construir 3.300 casas para habitação social até 2030

O Governo Regional da Madeira tenciona atribuir, nos próximos dez anos, 3.300 fogos sociais, no âmbito da Estratégia Regional de Habitação, um projeto que prevê um investimento de 430 milhões de euros, foi anunciado esta terça-feira.

Governo da Madeira prevê construir 3.300 casas para habitação social até 2030

© DR

"Para estes dez anos, temos uma previsão de investimento de 430 milhões de euros para implementar esta Estratégia Regional de Habitação", afirmou a secretária regional da Inclusão Social e Cidadania.

Augusta Aguiar falava na apresentação da Estratégia Regional de Habitação, que hoje decorreu no Funchal.

Segundo a Estratégia Regional de Habitação 2020 - 2030 do Governo Regional, as necessidades habitacionais do arquipélago são de 4.846 fogos, parte dos quais não passa pela construção de habitações sociais.

"A Estratégia Regional de Habitação é um documento que agrega o diagnostico que foi feito às necessidades e às carências habitacionais de toda a região da Madeira entre 2020 e 2030", referiu a secretária regional.

"Neste horizonte de dez anos, conseguir que 3.300 habitações sejam concedidas à população, além de outras soluções, porque não esgotamos as nossas soluções na habitação social, temos o Programa de Recuperação de Imóveis Degradados e o PRAHABITAR - Programa de Apoio à Aquisição e ao Arrendamento de Habitação", observou ainda.

O diagnóstico que sustenta a Estratégia revela que 80% das famílias precisam de uma tipologia mais baixa nomeadamente T0, T1 e T2 e que a maior parte das carências se encontram nos concelhos do Funchal, Câmara de Lobos e Santa Cruz.

C/Lusa