Sociedade

Icebergue solta-se e obriga à evacuação de uma aldeia na Gronelândia

Um icebergue com seis quilómetros de largura soltou-se de um glaciar no leste da Gronelândia, o maior em mais de uma década naquele lugar. O Bloco de gelo pode partir-se a qualquer momento e provocar um tsunami, por isso, por precaução, 170 pessoas foram retiradas de uma aldeia na Gronelândia.

Iceberg passa ao largo de aldeia, no noroeste da Groenlândia © Foto: KARL PETERSEN - EPA | Vídeo: New York University

Os cientistas que controlam o estado do glaciar capturaram a quebra da gigantesca massa de gelo em vídeo no dia 22 de junho, depois de semanas acampados no glaciar Helheim.
O professor David Holland, da Universidade de Nova Iorque, afirmou que o vídeo mostra "três por cento da perda anual de gelo da Gronelândia a acontecer em 30 minutos", condensados num vídeo mais curto com as imagens aceleradas.

"Parecia que havia foguetes a rebentar, afirmou, descrevendo o que viu como "um acontecimento muito complexo, caótico e barulhento"
Holland destacou que "a preocupação real é com a Antártida, onde é tudo tão grande que os riscos são muito mais altos".

O Icebergue, do tamanho de uma montanha, já obrigou à retirada de 170 pessoas da Innaarsuit, uma aldeia na Gronelândia. A população está refugiada numa encosta mais elevada e afastada do mar, revelou à Reuters Susanna Eliassen, membro do conselho municipal.
Na Gronelândia a população está habituada a estes fenómenos de deglaciação. No ano passado, quatro pessoas morreram e 11 ficaram feridas depois de outro iceberg ter-se desintegrado e provocado uma onda gigante numa ilha da Gronelândia.