Sociedade

Inflação na Rússia desacelera para 11,98% em novembro

A inflação homóloga na Rússia continuou a abrandar em novembro, ficando em 11,98%, após ter atingido um pico em abril na sequência da ofensiva militar na Ucrânia, indicou hoje a agência de estatísticas Rosstat.

Inflação na Rússia desacelera para 11,98% em novembro
Apesar de ainda continuar muito elevada, a taxa inflação de 11,98% representa uma desaceleração em relação aos 12,63% registados em outubro.

O recuo da inflação dos últimos meses evidencia uma melhoria global na conjuntura económica russa, apesar dos sucessivos pacotes de sanções internacionais que atingem vários setores.

Hoje de manhã, o Presidente russo, Vladimir Putin, disse esperar uma inflação "de 12,2%" no fim do ano e uma contração do Produto Interno Bruto (PIB) "de 2,9%", longe das previsões mais pessimistas divulgadas na primavera, logo após as primeiras sanções ocidentais contra Moscovo, na sequência da ofensiva militar russa na Ucrânia.

Segundo os números publicados pela Rosstat, os preços dos alimentos registaram um aumento anual de 11,5% em novembro, com produtos como o açúcar a subirem 22%, a manteiga e as massas 18% e o leite 17%.

Em relação a outubro, os preços dos produtos alimentares tiveram um aumento de 0,5%.

No mês de abril, a inflação atingiu o valor mais alto desde 2002, situando-se em 17,8%.
Lusa