Sociedade

Mais de 160 migrantes resgatados no Canal da Mancha

A Autoridade Marítima do Canal da Mancha resgatou 166 migrantes que estavam em embarcações clandestinas que tentavam chegar ilegalmente a Inglaterra, anunciou hoje a autoridade marítima.

Mais de 160 migrantes resgatados no Canal da Mancha

© DR

Na quarta-feira de manhã, 144 migrantes foram resgatados no estreito de Pas-de-Calais por quatro navios franceses que desembarcaram no porto de Boulogne-sur-Mer (norte), informou a Autoridade Marítima em comunicado.

Ainda na quarta-feira, 22 pessoas foram resgatadas de uma embarcação por um barco patrulha da polícia marítima francesa.

Estes novos resgates de quarta-feira ocorreram numa altura em que a Europol anunciou o desmantelamento de uma grande rede de tráfico humano que organizava travessias de barco no Canal da Mancha, que culminou com a detenção de 39 pessoas.

Trata-se de uma grande organização criminosa curdo-iraquiana, estruturada e de alto nível, que controlava a passagem de migrantes de França para o Reino Unido através do Canal da Mancha, afirmaram os investigadores envolvidos na operação.

Acredita-se que a rede tenha traficado até 10.000 migrantes do Médio Oriente e da África Oriental da França para o Reino Unido, nos últimos 12 a 18 meses, em pequenos barcos insufláveis.

As tentativas de cruzar ilegalmente o Canal da Mancha por migrantes que desejam chegar a Inglaterra dispararam no primeiro semestre de 2022, após um ano já recorde de 2021, segundo o Ministério do Interior francês.

Em 2021, estas tentativas de travessia para Inglaterra, geralmente em barcos insufláveis a partir da costa norte de França, entre Calais e Dunquerque, foram feitas por 52 mil pessoas, das quais 28 mil tiveram sucesso. Nos primeiros seis meses de 2022, mais de 11.500 migrantes irregulares chegaram ao Reino Unido.

Lusa