Sociedade

Médias na 2.ª fase dos exames nacionais mais baixas em quase todas as disciplinas

As médias dos Exames Nacionais da 2.ª fase foram mais baixas em relação à 1ª fase em todas as disciplinas, com apenas uma exceção, segundo dados oficiais divulgados, esta quarta-feira.

Médias na 2.ª fase dos exames nacionais mais baixas em quase todas as disciplinas

© DR

De acordo com os dados do Júri Nacional de Exames, hoje divulgados pelo Ministério da Educação, as notas médias nos exames do 12.º ano desceram na 2.ª fase, com algumas disciplinas a registarem uma diferença superior a três valores.

O exame de Economia A foi o único, numa lista de 23, a apresentar resultados superiores, com uma média de 12,9 valores, mais 0,3 do que na 1ª fase.

Este ano, a 2.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário contou com uma muito menor afluência, em comparação com o ano anterior, tendo-se realizado 41.637 exames (em 2019 foram mais de 100 mil).

A reduzido número de alunos a repetir os exames poderá estar relacionado com os resultados conseguidos na 1.ª fase, em que as médias aumentaram em quase todas as disciplinas e, em alguns casos, em mais de três valores.

As provas de Português e Matemática foram as mais realizadas nesta 2.ª fase e registaram, respetivamente, uma classificação média de 10,6 valores (menos 1,4) e 12 valores (menos 1,3).

Foi nas línguas que se verificaram as maiores descidas e em disciplinas como Alemão, Francês e Espanhol (iniciação) as médias caíram em mais de três valores. No exame de Latim A, que foi feito por apenas dois alunos, a diferença foi de seis valores.

Também em Físico-química, que voltou a ser uma das provas mais realizadas, os alunos pioraram significativamente em relação à 1.ª fase, passando a nota média dos 13,2 valores para os 9,8 valores.

Em relação à 1.ª fase, em que a única média negativa foi registada em Matemática Aplicada às Ciências Sociais, os exames de Matemática B, Latim, Português Língua Segunda, Literatura Portuguesa juntam-se agora a essa lista, ainda que nas duas últimas apenas realizado exame 1 e 2 alunos, respetivamente.

A média mais elevada foi registada em Desenho A, com os 461 alunos que realizaram a prova a conseguirem uma classificação média em exame de 13,9 valores.

Entre as disciplinas mais concorridas, com mais de mil provas realizadas, foi em Economia A que os estudantes conseguiram a melhor classificação média (12,9).

As provas mais repetidas foram às disciplinas de Matemática A (8.720 provas), Português (7.503), Física e Química A (6.840) provas, Biologia e Geologia (6.816) e Economia A (2.859).

“Na 2.ª fase, a avaliação da componente de produção e interação orais dos exames nacionais de línguas estrangeiras envolveu 795 avaliações da componente oral, das quais 678 a Inglês, 49 a Espanhol (iniciação), 24 a Espanhol (continuação), 28 a Francês e 16 na disciplina de Alemão”, acrescenta o comunicado.

A 2.ª fase dos exames nacionais do secundário decorreu entre 01 e 07 de setembro.

C/Lusa