Sociedade

Nova tecnologia para utentes com distúrbios de equilíbrio

Através do programa Horizon 2020 - “SMARTBEAR”, a Madeira passa a disponibilizar à população a tecnologia “HOLOBALANCE”, que consiste num equipamento específico para promover um treino virtual personalizado e motivacional aos doentes e utentes com distúrbios de equilíbrio.

Nova tecnologia para utentes com distúrbios de equilíbrio
Trata-se de uma plataforma de treino de equilíbrio baseado num holograma virtual personalizado que irá treinar, motivar e fortalecer o equilíbrio em todas idades em especial, junto dos idosos.

Esta tecnologia está a ser implementada no Centro de Saúde de Santo António, no Funchal, permitindo, não só aos utentes deste centro de saúde com mais de 65 anos, mas também aos utentes dos restantes centros de saúde da região, a possibilidade de um acompanhamento personalizado através de um treino inovador de elevado benefício baseado em novas tecnologias, com recurso a hologramas personalizados e exercícios de equilíbrio com o auxílio de um fisioterapeuta.

Esta iniciativa surge no âmbito do projeto de investigação e inovação financiado pelo programa da Comunidade Europeia Horizon 2020, “SMARTBEAR - Plataforma de dados inteligente que oferece suporte personalizado baseado em evidências para uma vida saudável e independente em casa”. Este projeto pretende fornecer soluções tecnológicas inteligentes na prevenção e tratamento de algumas comorbidades associadas ao envelhecimento e por sua vez melhorar a qualidade de vida da população idosa.

O projeto SMARTBEAR será testado em seis países da União Europeia, nomeadamente, Espanha, França, Grécia, Itália, Portugal e Roménia, sendo que, a Região Autónoma da Madeira irá representar Portugal neste estudo, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento de Novas Tecnologias (UNINOVA), que fornece todo o apoio tecnológico necessário à implementação deste projeto.

A forte vertente tecnológica desta colaboração permitirá à Região Autónoma da Madeira posicionar-se na linha da frente da inovação a nível nacional e europeu e representará uma forte aposta de futuro no desenvolvimento e modernização dos procedimentos realizados na Madeira.