Sociedade

Penas de prisão efetiva para padre e freiras acusados de escravizar madeirense (vídeo)

Foram condenados a penas de prisão, entre os 12 e os 17 anos, o padre e as três freiras acusados de escravizar raparigas em Vila Nova de Famalicão, incluindo, pelo menos uma jovem da Madeira. O tribunal deu como provados todos os factos e condenou ainda a a instituição "Fraternidade Missionária de Cristo Jovem" ao pagamento de uma multa de 400 mil euros.

© RTP-M