Sociedade

População está mais atenta às doenças do coração

A opinião é do cardiologista Gomes Serrão que considera ainda que a Madeira tem meios e profissionais à altura dos desafios da cardiologia.

O médico está à frente da organização do I Congresso de Cardiologia da Madeira, que inclui três cursos pré-congresso.

A procura esgotou todas as vagas dos cursos sobre suporte circulatório em doentes cardíacos críticos, Eco-cardiografia em serviço de urgência e dor torácica no serviço de urgência.

Um interesse justificado não só pela mais valia dos especialistas convidados para ministrar as formações, mas também pela importância da atualização formativa numa área tão sensível como a cardiologia.

Gomes Serrão sublinha que a tecnologia ao serviço da prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças do coração tem evoluído imenso nos últimos anos e considera que a Madeira tem equipamentos e profissionais à altura dos desafios.

Ainda assim, pela tal necessidade de atualização de conhecimentos, destaca a importância da troca de experiências que o I Congresso de Cardiologia da Madeira permite.

O I Congresso de Cardiologia da Madeira, agendado para sexta e sábado, tem com tema "A Imagem Cardíaca, da Prevenção ao Diagnóstico e à Intervenção".

Esta quarta-feira marcou o arranque de três cursos pré-congresso.