Sociedade

Seca mais grave dos últimos 500 anos na Europa

As frequentes vagas de calor que têm afetado a Europa estão a ser responsáveis por várias situações críticas como incêndios e seca extrema. Em Inglaterra, a nascente do famoso rio Tamisa já secou, depois do mês de julho ter sido o mais seco em quase 90 anos.

Seca mais grave dos últimos 500 anos na Europa
O país britânico foi obrigado a adotar medidas restritivas de uso de água e esta quinta-feira foi decretado um aviso de "calor extremo" no território inglês, e em parte do território do País de Gales. Se a seca severa se mantiver como até ao momento, está em cima da semana a declaração de situação de emergência.

Os incêndios também preocupam o Governo britânico, uma vez que o país já foi atingido por alguns incêndios de grandes dimensões. O mesmo se passa em Espanha, que teve o mês de julho mais quente dos últimos 60 anos, agravando assim a situação de seca vivida no país.

Em França, Alemanha e Sérvia também se vivem momentos de preocupação graças à falta de chuva. Vários especialista indicam que esta seca pode ser a mais grave dos últimos 500 anos.