Sociedade

TAP estuda solução para preços para a Madeira

Presidente executivo da TAP admite estudo, mas avança que a solução não será encontrada no próximo ano

TAP estuda solução para preços para a Madeira

© LUSA

O presidente executivo da TAP afirmou hoje que a companhia aérea está a estudar uma forma para responder aos preços praticados nos voos para a Madeira, mas adiantou que a solução ainda não será encontrada no próximo ano.

Discursando no 1.º Encontro Internacional de Aviação dos Países Lusófonos, a decorrer em Lisboa, o presidente do Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas, Paulo Neves, recordou ser também deputado eleito pela Madeira no Parlamento e criticou os preços altos praticados pela TAP.

Presente no evento, o presidente da companhia aérea, Fernando Pinto, quando questionado pelos jornalistas, afirmou não ter "especificamente uma boa notícia", mas reconheceu que o assunto "tem sido estudado".

"Entendemos o problema, sabemos que algo deve ser feito e estamos, com criatividade, a ver o que pode ser algum tipo de atuação diferenciada pelo menos nas grandes festas, nos períodos mais críticos, sobretudo para os estudantes, para quem é um problema mais sério", comentou.

Para Fernando Pinto, "os residentes estão protegidos até determinado ponto, os estudantes são os mais críticos".

Questionado sobre prazos, o presidente executivo da companhia aérea referiu que o assunto "está a ser estudado", mas adiantou que a solução não será encontrada "para o ano que vem".


LUSA