Sociedade

Vulcão indonésio entra em erupção e obriga a retirada de mais de 2.700 pessoas

O vulcão Ile Lewotolok, localizado na província de Nusa Tenggara, na Indonésia, entrou hoje em erupção forçando a retirada de mais de 2.700 residentes, informaram as autoridades.

Vulcão indonésio entra em erupção e obriga a retirada de mais de 2.700 pessoas
O vulcão lançou uma coluna de fumo e cinza escura espessa de 4.000 metros de altura, que se deslocou a leste e oeste do vulcão, onde as autoridades estabeleceram um raio de segurança de quatro quilómetros ao redor da cratera, segundo a agência de prevenção de desastres, BNPB.

As autoridades, que elevaram o alerta da área para o nível 3 de uma escala de 4, recomendaram o uso de máscaras e outros utensílios para proteger os olhos e a pele e, assim, diminuir o impacto das cinzas na saúde.

A agência de prevenção de desastres acrescenta em comunicado que não há notícias de qualquer vítima da erupção do vulcão, localizado a cerca de 2.600 quilómetros a leste de Jacarta, e estimou que 2.782 foram retiradas de cerca de 30 cidades.

A Indonésia tem mais de 400 vulcões em cerca de 17.000 ilhas, das quais 129 estão ativos e, desses 65 são classificadas como perigosos.

O arquipélago indonésio fica dentro do chamado "Círculo de Fogo" do Pacífico, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica e que é sacudida por cerca de 7.000 tremores de terra por ano, a maioria deles de baixa magnitude.

C/Lusa