Jorge Jesus afirma que se vai manter no Sporting

| 1.ª Liga

"Já tive reuniões com o presidente Bruno de Carvalho a projetar o futuro do Sporting"
|

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, anunciou hoje que se vai manter no clube e cumprir o contrato que o liga aos `leões` até final da temporada 2018/2019 da I Liga de futebol.

"Já tive reuniões com o presidente Bruno de Carvalho a projetar o futuro do Sporting", disse o técnico `leonino`, em declarações à Sporting TV, reafirmando a sua continuidade no clube e a intenção de ser campeão no Sporting, objetivo que trouxe desde que entrou no clube.

A continuidade do treinador do Sporting foi colocada em dúvida nos últimos dias por alguns órgãos de comunicação social, que chegaram a noticiar a realização de várias reuniões entre treinador e presidente, mas Jorge Jesus referiu-se apenas a reuniões de trabalho, tendo em vista já a próxima época.

 "As reuniões que tenho tido com o presidente - já tive duas - (...) têm sido para projetar o futuro do Sporting, fazer um balanço da época, criar uma equipa ao nível do que fizemos no primeiro ano. Temo-nos debruçado em muitas temáticas importantes para o futuro", disse.

Assegurando não existir "nada de verdade" na "muita especulação" que tem lido relativamente às suas relações com Bruno de Carvalho e a sua permanência no clube de Alvalade, Jorge Jesus assegurou que "o presidente sabe o caminho" para o clube.

"Vim para o sporting para ser campeão e é nesse enquadramento que nós dois estamos a planear um Sporting ao nível da exigência do Sporting e dos seus adeptos", salientou.

De resto, o treinador do Sporting afirmou que a próxima época dos 'leões' "já está a ser trabalhado em conjunto" com Bruno de Carvalho.

"Dentro desta lógica, deste processo e deste objetivo, temos falado muito e vamos continuar a falar durante a próxima semana para estabelecer ideias, tal como fizemos na primeira época e basicamente neste momento o que temos feito é uma análise mais profunda do que queremos ajustar melhor de alguns erros que cometemos", apontou.

Tópicos:

Bruno, Sporting,

Pesquise por: Bruno, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    Jorge Paiva, botânico e professor, um dos maiores peritos da floresta, critica em entrevista à Antena 1 o desinteresse generalizado dos políticos pelos problemas da floresta.

    É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

    Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.