Nacional anuncia tolerância zero ao insulto e à ofensa

| 1.ª Liga

|

O Nacional, equipa da I Liga portuguesa de futebol, anunciou esta terça-feira, em comunicado, que serão apresentadas queixas-crime contra "todos aqueles que puseram em causa e a honra e o bom nome" do clube.

Na sequência da pesada derrota no Estádio da Luz frente ao Benfica, por 10-0, o clube madeirense emitiu um comunicado no qual mostra a sua revolta pelas "declarações proferidas em vários programas televisivos e artigos de opinião em diversos jornais".

"Foram já dadas indicações ao departamento jurídico desta SAD no sentido de serem apresentadas queixas-crime contra todos aqueles que puseram em causa a honra e o bom nome desta SAD e dos seus profissionais e ainda contra os órgãos de comunicação social que permitiram que se veiculasse esse tipo de afirmações", afirmou.

O clube madeirense ressalva ainda nessa missiva que "o mau resultado num jogo de futebol não pode servir de desculpa para o insulto gratuito, o achincalhamento e a ofensa à dignidade, à honra e ao profissionalismo de todos aqueles que dia após dia dão o seu melhor em prol de uma instituição".

O Nacional revelou que "irão avançar processos cíveis", tendo como meta a "reparação aos danos materiais e morais causados" ao clube insular.

A concluir, o Nacional assegura que "igual procedimento será tomado em todas as declarações e posições que venham de alguma forma lesar a honra e o bom nome dos profissionais" da coletividade madeirense.

Tópicos:

Madeira, Nacional,

Pesquise por: Madeira, Nacional,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um novo livro retoma o pensamento de Agostinho da Silva. O repórter da Antena 1 Mário Galego foi ao lançamento.

Samantha Power, ex-embaixadora de Barack Obama nas Nações Unidas, concedeu uma entrevista à RTP.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.