Pedro Martins quer Vitória de Guimarães a “grande nível” no dérbi com Moreirense

| 1.ª Liga

O treinador Pedro Martins desejou hoje um Vitória de Guimarães a "grande nível", e capaz de mostrar força para os próximos jogos, no dérbi de segunda-feira com o Moreirense, da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O ‘timoneiro’ dos vitorianos, sétimos classificados, com 23 pontos, reiterou a vontade de alcançar a "quarta vitoria fora de casa" e a "quarta vitória consecutiva no campeonato", num jogo "diferente", entre os dois emblemas do concelho de Guimarães, no qual espera um Vitória "vivo" frente ao 18.º e último classificado, com oito pontos.

"É um jogo de três pontos, de grande importância, em que temos de estar a um grande nível. E vamos estar. Estamos vivos. Se alguém pensar que o Vitória não vai estar vivo, vai estar enganado. Vamos estar bem vivos e fortes para as seguintes jornadas", disse, na conferência de antevisão ao jogo marcado para as 19:00, em Moreira de Cónegos.

Apesar dos três triunfos seguidos na I Liga, a deslocação do Vitória ao reduto dos ‘cónegos’ surge depois da goleada sofrida no terreno do FC Porto (4-0), nos oitavos de final da Taça de Portugal, com Pedro Martins a admitir que os seus pupilos não foram "eficientes nas bolas paradas defensivas", depois de ter discutido o jogo até ao 2-0.

O técnico espera, por isso, que os seus jogadores sejam "mais rigorosos" nesse capítulo, até porque vão defrontar uma equipa "muito bem constituída fisicamente", com "jogadores de elevada estatura" e "forte nos duelos", que ainda não perdeu em casa desde que o técnico Sérgio Vieira se estreou em novembro, na receção ao Portimonense (1-1).

"É um jogo com características diferentes, com um adversário diferente. É um adversário, sob o ponto de vista físico, muito forte, num recinto mais curto, que vai exigir duelos, segundas bolas", antecipou.

Em sete dérbis realizados em Moreira de Cónegos para o principal escalão, o Vitória venceu quatro e perdeu apenas um, na época 2014/15 (2-1), mas Pedro Martins recusou que a tradição possa ter algum peso no desfecho do embate com o lanterna-vermelha da I Liga, com apenas um triunfo somado, em setembro, na casa do Estoril-Praia (2-0).

Questionado sobre a prestação de Sturgeon a médio ofensivo nos dois últimos jogos, com Feirense (triunfo vitoriano por 1-0) e com os ‘dragões’, Pedro Martins realçou que o jogador, de 23 anos, sentiu "dificuldades" quando reforçou o plantel, na época passada, mas, com "alguma paciência", tem crescido e mostrado qualidade na posição onde crê que vai render mais dentro do seu processo de jogo.

Com o plantel recentemente afetado por várias lesões, Pedro Martins já vai poder contar com os defesas Marcos Valente e Vigário, mas tem ainda Hurtado em dúvida e Pedro Henrique, à partida, indisponível, tal como os médios Wakaso e Celis, que só regressam à competição em 2018.

O jogo está marcado para as 19:00 de segunda-feira, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.