PSP disparou balas de borracha para travar “No Name Boys”

| 1.ª Liga

Adeptos da claque benfiquista "No Name Boys" tentaram agredir a polícia e esta reagiu
|

A PSP fez disparos com balas de borracha para "repor a ordem", na madrugada de sábado, junto a uma discoteca de Ponta Delgada, onde adeptos da claque benfiquista "No Name Boys" tentaram agredir a polícia.

A polícia tinha sido chamada cerca das 6h00 de sábado junto a uma discoteca, devido a agressões entre várias pessoas, quando "surgiu no local um grupo de cerca de 50 adeptos" da claque do Sport Lisboa e Benfica `No Name Boys`", revelou o Comando Regional dos Açores da PSP, em comunicado no domingo à noite.

"Ao visualizar os elementos policiais, procurou agredir os mesmos e arremessou na sua direção diversas garrafas em vidro, pedras e pedaços de madeira, pelo que, por forma a salvaguardar a integridade física das vítimas dos confrontos anteriores - e que aguardavam assistência médica -, bem como dos elementos policiais, foi necessário efetuar quatro disparos de munições de baixa potencialidade letal, utilizando bagos de borracha, para repor a ordem pública", relata a polícia.

Os autores das tentativas de agressão à polícia colocaram-se "em fuga", encontrando-se em curso "diversas diligências de investigação por parte da Esquadra de Investigação Criminal de Ponta Delgada no sentido de averiguar os contornos do sucedido, sendo oportunamente objeto de comunicação ao DIAP dos Açores".

Recorde-se que o Benfica venceu na sexta-feira o Santa Clara, nos Açores, por 2-0, em jogo da 17.ª jornada da I Liga de futebol.

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam. A votação do acordo em Londres acontece esta terça-feira.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.