Três reforços e algumas incertezas do Tondela

| 1.ª Liga

Pepa volta a ter a responsabilidade de treinar a equipa do Tondela na I Liga
|

O Tondela apresentou-se esta quinta-feira com três caras novas no regresso ao trabalho da equipa de futebol, num dia reservado aos habituais testes médicos, naquela que será a quarta época consecutiva na I Liga.

O 11º classificado da época passada regressa com um plantel com 22 jogadores, algumas novidades, e vários lugares em aberto, no arranque do primeiro de dois dias de exames médicos para avaliar a aptidão física dos jogadores que regressam depois de várias semanas de férias.

João Reis (ex-Santa Clara), Xavier (ex-Paços de Ferreira) e Pablo Sabbag (ex-Deportivo de Cali) são novidades entre os jogadores que voltam a trabalhar às ordens de Pepa.

Quanto a saídas, destaque para a de Murilo, um dos auriverdes em evidência na última época, que se transferiu para o Rio Ave.

Três emprestados, Tyler Boyd, Jorge Fernandes e Joca, regressaram aos clubes de origem, mas ainda não é certo se poderão voltar a vestir esta época a camisola do Tondela, enquanto jogadores que o clube tinha a rodar noutros emblemas integram nesta altura o plantel, casos de Ruca e João Vasco.

Por definir ainda está a situação do médio Bruno Monteiro, a quem o clube apresentou proposta de renovação.

A pré-época vai ajudar Pepa a definir com que jogadores vai trabalhar, numa altura em que são ainda esperados mais alguns reforços para o plantel.
Plantel provisório do Tondela para 2018/19:

- Guarda-redes:
Cláudio Ramos e Ricardo Moura.

- Defesas: Fahd Moufi, David Bruno, Nick Ansell, Ricardo Costa, Junior Pius, Joãozinho, Pité, Ícaro Silva, Ruca e João Reis (ex-Santa Clara).

- Médios: Tembeng, Sulley, Jaquité e Hélder Tavares.

- Avançados:
Juan Delgado, Miguel Cardoso, Tomané, João Vasco, Xavier (ex-Paços Ferreira) e Pablo Sabbag (ex-Deportivo Cali).

Treinador:
Pepa.

Saíram: Ricardo Janota, Claude Gonçalves, Harramiz, Jorge Fernandes (FC Porto), Joca (Sp. Braga), Tyler Boyd (Vitória de Guimarães), Murilo (Rio Ave) e Heliardo (Arouca).

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.