Ruy de Carvalho critica falta de teatro radiofónico em Portugal

| 80 anos rádio pública
Ruy de Carvalho critica falta de teatro radiofónico em Portugal

A ver: Ruy de Carvalho critica falta de teatro radiofónico em Portugal

Gravação e edição de imagem: Pedro A. Pina - Antena 1

A rádio pública lançou muitos talentos na área da representação durante largos anos. Ruy de Carvalho é um desses casos.

Ruy de Carvalho tem 88 anos. Tinha pouco mais de 18 anos quando entrou no edifício da Emissora Nacional na Rua do Quelhas para gravar os primeiros programas de teatro. As gravações eram feitas ainda em acetato.

O ator é um homem da rádio. Cresceu com a rádio, brilhou na rádio e hoje continua a não passar sem a rádio.

Depois da representação ao microfone vieram os palcos teatrais e mais tarde o ecrã da televisão levou aquela voz que imortalizou “A ceia dos cardeais” ou “O monólogo do vaqueiro”.

Atualmente não se conforma com a inexistência de teatro radiofónico em Portugal. Ruy de Carvalho ainda vibra de cada vez que fala a um microfone, como se pode ouvir nesta entrevista à Antena 1.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.