Luxemburgo a caminho de ter transportes públicos gratuitos

| Ambiente

A iniciativa do Governo pretende tornar os transportes públicos gratuitos a partir do próximo verão.
|

O primeiro-ministro Xavier Bettel promete fazer do Luxemburgo o primeiro país com transportes públicos gratuitos. O objetivo é contribuir para a melhoria do meio ambiente e acabar com o trânsito.

Os transportes públicos no Luxemburgo vão ser gratuitos a partir do próximo verão. A iniciativa da coligação liderada por Xavier Bettel visa diminuir a intensidade do trânsito na capital e contribuir para a proteção do meio ambiente, ao reduzir o número de veículos particulares na cidade.O preço atual de um bilhete de transportes públicos é de dois euros para uma viagem com a duração de duas horas.


Durante a última campanha eleitoral, que terminou em outubro com a vitória da coligação entre os partidos Democrático, Socialista e Verdes, o primeiro-ministro reforçou a importância de trabalhar em prol da preservação do meio ambiente.

A medida pretende reduzir o trânsito na capital, visto que esta é caracterizada por ter uma das piores situações de congestionamento no mundo. O jornal britânico The Guardian refere um estudo segundo o qual, ao longo de 2016, os condutores da capital luxemburguesa gastaram em média 33 horas no trânsito.

A proposta apresentada neste segundo mandato é semelhante à que foi implementada no verão: crianças e jovens com menos de 20 anos deixaram de pagar transportes públicos; além de não pagarem bilhetes de comboio, autocarro e elétrico, é disponibilizado um serviço de transporte gratuito entre escolas e habitações.

O segundo mandato de Xavier Bettel como primeiro-ministro teve início esta quarta-feira. A coligação do Grão-Ducado do Luxemburgo governou durante os últimos cinco anos.

Tópicos:

, Xavier Bettel, transportes públicos, Luxemburgo,

A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.