CDU quer "reverter" privatizações dos serviços do Porto

| Autárquicas 2017
CDU quer reverter privatizações dos serviços do Porto

A ver: CDU quer "reverter" privatizações dos serviços do Porto

Não foi só "obra que faltou ao Porto" mas também "uma atenção às pessoas", referiu a candidata da CDU sobre o que se tem passado na autarquia nos últimos anos.

Ilda Figueiredo explicou que se "privatizaram serviços municipais fundamentais, como os lixos e hoje sentimos o agravamento dessa situação com a falta de limpeza urbana um pouco por toda a cidade".

E querem agora privatizar os restante 50 por cento, denunciou.

A CDU quer "reverter todo este processo", afirmou a candidata à autarquia, denunciando também que a empresa Águas do Porto está a pressionar os trabalhadores a desvincular-se das estruturas sindicais.

O Porto é a segunda maior cidade do país e o quarto maior município, com mais de 214 mil habitantes.

À presidência da Câmara da invicta concorrem ao todo nove candidatos que estiveram esta noite, pela primeira vez, frente a frente na Alfândega do Porto.

Durante hora e meia discutiram os problemas da autarquia e o futuro da cidade.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, o candidato derrotado nas diretas do PSD diz que o partido deve serenar após o Congresso e admite que vai ser “muito difícil ganhar eleições" no quadro atual.

Nicolás Maduro quer alargar poderes e, para tal, leva a cabo eleições antecipadas. É um "golpe constitucional", na leitura de Filipe Vasconcelos Romão, comentador da Antena 1.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.