Ilda Figueiredo descrente na possibilidade de uma "geringonça" no Porto

| Autárquicas 2017
Ilda Figueiredo descrente na possibilidade de uma geringonça no Porto

A ver: Ilda Figueiredo descrente na possibilidade de uma "geringonça" no Porto

Ilda Figueiredo, da CDU, ironizou esta noite sobre a hipótese da formação de uma "geringonça" na autarquia do Porto, lembrando que o candidato socialista Manuel Pizarro "caiu nos braços" de Rui Moreira há quatro anos.

A candidata denunciou a fuga dos habitantes da cidade, cuja responsabilidade assacou à vereação cessante.

O Porto é a segunda maior cidade do país e o quarto maior município, com mais de 214 mil habitantes.

O independente Rui Moreira quer renovar o mandato, mas perdeu o apoio do PS.

Já o candidato socialista, Manuel Pizarro, recusa qualquer aliança, se perder as eleições.

À presidência da Câmara da invicta concorrem ao todo nove candidatos que estiveram esta noite, pela primeira vez, frente a frente na Alfândega do Porto.

Durante hora e meia discutiram os problemas da autarquia e o futuro da cidade.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na Grande Entrevista da RTP, o ministro João Matos Fernandes lamentou que os problemas ambientais sejam muitas vezes menorizados.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.