PAN quer "um Porto sustentável"

| Autárquicas 2017
PAN quer um Porto sustentável

A ver: PAN quer "um Porto sustentável"

Dignidade no tratamento dos animais, fim da impermeabilização da cidade e a criação de hortas urbanas e de corredores verdes, são algumas das propostas avançadas por Bebiana Cunha.

Bebiana Cunha, do PAN, refere que aquilo que o partido quer é "um Porto sustentável".

Uma das grandes preocupações é por exemplo "a forma como os animais são tratados na nossa cidade", referiu a candidata, lembrando a necessidade de os tratar de uma forma ética e humanitária.

"Nos últimos quatro anos foram relegados para segundo plano", criticou, sublinhando que "não se conseguiu concretizar um centro oficial de recolha de animais nem para com uma política de abate para controlo da população".

"São necessárias políticas de esterilização dos animais (...) e campanhas de sensibilização para o tratamento digno dos animais" defendeu Bebiana Cunha.

A candidata do PAN quer por exemplo que haja formação para quem vai adotar um animal.

O PAN também que "um Porto mais verde" e está contra o avanço da progressiva "impermeabilização das áreas que ainda restam", propondo a criação de "hortas urbanas" e de "corredores verdes" contribuindo para a biodiversidade e a defesa do meio ambiente.

O PAN quer sob esse aspeto ainda mais ciclovias, mas seguras e interligadas.

O Porto é a segunda maior cidade do país e o quarto maior município, com mais de 214 mil habitantes.

À presidência da Câmara da invicta concorrem ao todo nove candidatos que estiveram esta noite, pela primeira vez, frente a frente na Alfândega do Porto.

Durante hora e meia discutiram os problemas da autarquia e o futuro da cidade.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na edição deste sábado do 360, na RTP3, o jornalista António Louçã, autor da grande reportagem "Alemanha: o reverso da medalha", resumiu o contexto económico e social no chamado motor da Europa, em véspera de ida às urnas.

A Alemanha vai a votos com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

    Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

      Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.