PNR propõe aproveitar património abandonado para acolher sem-abrigo

| Autárquicas 2017
PNR propõe aproveitar património abandonado para acolher sem-abrigo

A ver: PNR propõe aproveitar património abandonado para acolher sem-abrigo

Sandra Martins, candidata do PNR, quer "dar preferência aos portuenses e ao que é nacional", colocando como prioridade o património "que tem sido abandonado".

"Nós temos reparado que o património está assim um bocadinho abandonado, há várias instituições que estão postas de lado".

Instituições essas que "poderiam ser aproveitadas até para os sem abrigo, deixar de ver como se tem visto, filas de pessoas para irem comer a sua sande e a sua tigela de sopa," propôs a candidata.

"É muito bonito ter os turistas sim, na baixa, mas depois também vemos essa parte do Porto, que é muito triste", acrescentou, referindo que apesar das casas e instituições de apoio aos sem-abrigo, "continuamos a vê-los na rua".

"Quando se diz 'fazer das tripas coração' é fazer o máximo de nós para podermos dar dignidade aos nossos portuenses", defendeu Sandra Martins.

O Porto é a segunda maior cidade do país e o quarto maior município, com mais de 214 mil habitantes.

À presidência da Câmara da invicta concorrem ao todo nove candidatos que estiveram esta noite, pela primeira vez, frente a frente na Alfândega do Porto.

Durante hora e meia discutiram os problemas da autarquia e o futuro da cidade.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na Grande Entrevista da RTP, o ministro João Matos Fernandes lamentou que os problemas ambientais sejam muitas vezes menorizados.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.