Mundial de Basquetebol. Polónia, Argentina, Rússia, Espanha, Sérvia e Itália apurados

por Lusa

Polónia, Argentina, Rússia, Espanha, Sérvia e Itália garantiram esta segunda-feira o apuramento para a segunda fase da 18.ª edição do Mundial de basquetebol, a decorrer na China, ao somarem o segundo triunfo na prova, em dois jogos.

Numa ronda em que Angola somou o segundo desaire e ‘caiu’ para o grupo de equipas que vão discutir um lugar entre o 17.º e o 32.º, e a Tunísia, do português Mário Palma, superou o Irão e manteve-se na corrida, a Polónia foi a seleção que mais sofreu.

Em jogo do Grupo A, os polacos superaram a China por 79-76, após prolongamento, ‘empurrados’ pelas atuações de Mateusz Ponitka, autor de 25 pontos e nove ressaltos, e AJ Slaughter, que terminou o embate com 22 pontos.

Os europeus somam o pleno de quatro pontos, contra três da China e outros tantos da Venezuela, que superou, e eliminou, a Costa do Marfim, por 87-71, com 28 pontos e sete assistências de Heissler Guillent, e vai discutir o apuramento com os asiáticos.

No Grupo B, ficou tudo resolvido, com a Argentina a superar a Nigéria por 94-81, num jogo que o veterano Luis Scola fechou com 23 pontos e 10 ressaltos, passando a ser o segundo melhor marcador da história dos Mundiais, com 611 pontos, em 35 jogos, apenas atrás do brasileiro Oscar Schmidt (843).

Por seu lado, a Rússia, apoiada num grande terceiro período (23-12), ganhou à Coreia do Sul por 87-73, liderada por 13 pontos, sete ressaltos e quatro assistências de Andrey Vorontsevich.

Mesmo sem uma grande exibição, a Espanha garantiu a qualificação no Grupo C, ao superar Porto Rico por 73-63, com 19 pontos e sete ressaltos do campeão da NBA Marc Gasol e 17 pontos, oito ressaltos e quatro assistências de Ricky Rubio.

O conjunto de Porto Rico ainda está na corrida e vai lutar pela outra vaga com a Tunísia, de Mário Palma, que superou, e afastou, o Irão, com um triunfo por 79-67, graças a um ‘enorme’ Salah Mejri, que terminou o embate com 22 pontos e 15 ressaltos.

No Grupo D, imperou a maior qualidade dos europeus, com a Sérvia a ‘esmagar’ as Filipinas por 126-67, com 20 pontos de Nemanja Bjelica, e a Itália a derrotar Angola por 92-61, com 17 pontos de Marco Belinelli e 11 pontos e 11 ressaltos de Jeff Brooks.

O Mundial de basquetebol prossegue na terça-feira, com a segunda jornada dos grupos E, F, G e H, que inclui o encontro entre os Estados Unidos, bicampeões em título (2010 e 2014), e a Turquia, vice-campeã em 2010.
Tópicos