Gabriel Cullaigh defende amarela na "Alentejana"

| Ciclismo

Gabriel Cullaigh tem a amarela presa por um fio
|

O britânico Gabriel Cullaigh (Team Wiggins) defende a liderança da 36ª edição da Volta ao Alentejo em bicicleta, na segunda e mais longa etapa, que liga Beja a Sines, num total de 205,2 quilómetros.

O jovem britânico, de 21 anos, tornou-se na quarta-feira o primeiro líder da prova, ao impor-se na chegada a Serpa, com o mesmo tempo do francês Justin Jules (WB Aqua Protect Veranclassic) e menos um segundo do que o irlandês Mark Downey (Team Wiggins).

Sem bonificações, quer na chegada quer nas metas volantes, Cullaigh deve preferir que a etapa chegue a Sines com o pelotão compacto, o que lhe deverá permitir manter a camisola amarela.

Com a previsão de condições atmosféricas menos agressivas do que na véspera, os ciclistas vão partir de Beja passando pela única contagem de montanha (quarta categoria) aos 89 quilómetros.

Antes terão duas metas volantes, em Aljustrel (29,5 quilómetros) e Odemira (85,8), com a derradeira a estar instalada em Santiago do Cacém (156).

A meta está instalada em Sines, numa chegada difícil, com uma viragem de 90 graus à esquerda a 100 metros do final.


A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

No dia em que se assinala o centenário do nascimento de Nelson Mandela, o jornalista António Mateus recorda o legado do histórico líder sul-africano.

Cientistas australianos descobriram uma nova subespécie de cobra. A descoberta acidental veio demonstrar que o animal poderá estar em perigo de extinção.

Um grupo de astrónomos dos Estados Unidos descobriu que Júpiter tem mais 12 luas. O gigante gasoso tem agora 79 satélites naturais.