"Compêndio Gil Vicente" é editado esta semana pela Imprensa Nacional

| Cultura

A Imprensa Nacional, em parceria com a Universidade de Coimbra, edita esta semana um "Compêndio" sobre Gil Vicente, com contributos de vários especialistas sobre o precursor do teatro moderno em Portugal.

José Augusto Cardoso Bernardes e José Camões coordenam a obra que reúne ensaios de académicos como Hélio Alves, Isabel Almeida, Amélia Maria Correia e Manuel Calderón Calderón.

Apesar de, "por motivos de vário tipo", os compêndios terem "perdido boa parte da aceitação de que beneficiaram numa determinada época", a Imprensa Nacional e a Universidade de Coimbra deram agora à estampa uma obra à semelhança do que acontece nas "mais prestigiadas universidades britânicas", em que os compêndios nunca deixaram de ter "um papel relevante" no contributo para o estudo de um determinado autor, argumenta a Imprensa Nacional sobre esta edição.

Assim como nessas universidades continuam a existir "espessos compêndios" sobre Shakespeare, John Milton, François Rabelais ou Miguel de Cervantes, também em Portugal "essa linha concreta (...) inspira o presente volume dedicado a Gil Vicente", sublinham os editores.

Ao referir que Gil Vicente constitui "uma das pedras angulares do cânone literário ibérico", a Imprensa Nacional acrescenta que o autor "vem inspirando uma atenção regular por parte da crítica e da história literária, pelo menos desde finais do século XIX".

O presente volume integra contributos de investigadores vicentistas de diferentes gerações e países, além de constituir uma panorâmica ampla e articulada do que até hoje se apurou sobre os mais importantes aspetos respeitantes ao conhecimento de Gil Vicente (vida, obra, modelos, géneros, referências estéticas, etc.), frisa a Imprensa Nacional.

A obra inclui também estudos sobre alguns dos projetos de investigação que se encontram em curso, sobre o dramaturgo e artista, em âmbitos tão diversos como a crítica textual, as artes cénicas e a cultura de corte.

Facultar aos leitores uma abordagem abrangente e segura de vários domínios científicos sobre o autor do "Auto da Barca do Inferno", da tragicomédia de "Dom Duardos" e do "Pranto de Maria Parda", é um dos objetivos desta parceria com a Universidade de Coimbra, refere a Imprensa Nacional.

"Gil Vicente: um nome para identidades plurais" é o subtítulo da obra que reúne artigos subordinados a temas como "Gil Vicente e o teatro português de Quinhentos", "Gil Vicente e a cultura popular", "Lo pastoril en el teatro de Gil Vicente", "A sátira de Gil Vicente" ou "Gil Vicente in english translation".

Armando López Castro, Christine Zurbach, João Nuno Sales Machado, Jorge A. Osório, José Augusto Cardoso Bernardes, José Camões, José Javier Rodríguez Rodríguez, Idalina Resina Rodrigues, Patricia Odber de Baubeta Pere Ferré, Sebastiana Fadda, Tatiana Jordá Fabra e Telmo Verdelho completam a lista de especialistas em Gil Vicente que colaboram neste compêndio.

"Auto da Fé", "Auto de Mofina Mendes", "Auto da Feira", "Auto da Barca do Purgatório", "Auto da Barca da Glória", "Comédia de Rubena", "Floresta de Enganos", "Frágua de Amor", "Auto da Índia" e "Auto da Fama", "Farsa de Inês Pereira", "Farsa do Clérigo da Beira" e "Auto da Lusitânia" são outras das dezenas de obras literárias sobreviventes do escritor.

Tópicos:

Barca Purgatório Auto Barca Glória Comédia Rubena Floresta Enganos Frágua Amor Auto, Baubeta Pere Ferré Sebastiana Fadda Tatiana Jordá Fa, Cardoso Bernardes Camões Javier Rodríguez Rodríguez Idalina Resina, Clérigo Beira, Fama Farsa Inês, Fé Auto, Gil Vicente, Hélio Alves Isabel, Sales, Shakespeare,

A informação mais vista

+ Em Foco

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Mação, que ardeu no mês passado, era apontado como o concelho modelo na prevenção de incêndios. Nada impediu que o fogo voltasse.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.