Festival leva música a espaços do comércio tradicional da Baixa de Coimbra

| Cultura

A terceira edição do festival (in)Comum leva música até espaços culturais e de comércio tradicional da Baixa de Coimbra, nos dias 26 e 27 de julho, essencialmente através de `showcases`, e exibição de documentários, exposições e um `workshop`.

Sob o signo da "música independente", a associação Lugar Comum, em parceria com a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), convida a percursos pelo centro histórico da Baixa de Coimbra, onde será possível, naqueles dois dias, ouvir `showcases` de diversos artistas em lojas e espaços culturais desta zona da cidade.

Do cartaz deste ano, destaque, designadamente, para o concerto de Joana Espadinha, na noite de 26 de julho (22:00), no Salão Brazil, e para as April Marmara, Éme, Marinho e para o músico galego Santi Araújo, que darão pequenas concertos (showcases), na tarde e noite dos dois dias do festival, em espaços comerciais, em atividade, na Baixa coimbrã.

Os espaços onde haverá música serão divulgados em data mais próxima do certame, disse hoje, durante uma conferência de imprensa, Ricardo Jerónimo, da Lugar Comum, sem excluir a possibilidade de alguns estabelecimentos voltarem a ser este ano escolhidos para "palco" de atuações.

Mantendo o modelo das duas anteriores edições, em 2017 e 2018, o festival, com entrada gratuita para todas as realizações, embora com lotação limitada aos espaços onde decorrem os eventos, inclui também exposições de fotografia, projeções de documentários e um `workshop` de rádio, este destinado a crianças e jovens.

O Festival (in)Comum integra-se nas `noites temáticas` (a próxima será, na última sexta-feira de agosto, dedicada ao fado e canção de Coimbra), promovidas pela APBC, que com este e outro tipo de iniciativas pretende contribuir para dinamizar a Baixa da cidade, enquanto espaço de cultura, de comércio e de lazer.

Mas, salienta Vítor Marques, presidente da Agência de Promoção da Baixa, "os comerciantes é que são os verdadeiros embaixadores destas iniciativas e dos seus próprios negócios" instalados nesta emblemática zona histórica de Coimbra.

A APBC também promove, por outro lado, a 10.ª edição do Desfile de Marchas Populares da Baixa de Coimbra, a partir do início da noite de sexta-feira, prevendo que, à semelhança dos anos anteriores, reúna centenas de marchantes, distribuídos por 18 marchas, que desfilarão por algumas das principais ruas e largos da Baixa histórica da cidade.

Para além do cortejo, os grupos participantes atuarão nalguns espaços dos seus trajetos, designadamente no Terreiro da Erva, nas ruas da Sofia, Visconde da Luz e Ferreira Borges, no Largo da Portagem e nas praças 8 de Maio e do Comércio, nestas duas em palcos instalados, este ano pela primeira vez, para o efeito.

Entretanto, decorre até sábado a quinta edição da Festa da Sardinha, com a participação de cerca de três dezenas de restaurantes da cidade, igualmente impulsionada pela APBC, em parceria com os estabelecimentos de restauração participantes na iniciativa.

Tópicos:

April, Terreiro, Vítor,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Pedrógão Grande, dois anos depois dos incêndios, quase só os estrangeiros são atraídos para a região.

Uma equipa da RTP acompanhou o curso dos novos seguranças pessoais, "sombras" de quem protegem.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.