Filme "Synonymes" de Nadav Lapid venceu Urso de Ouro do Festival de Berlim

| Cultura

O filme "Synonymes", do israelita Nadav Lapid, venceu o Urso de Ouro da 69.ª edição do Festival de Cinema de Berlim, que termina no domingo, foi hoje anunciado.

O júri, presidido pela atriz francesa Juliette Binoche, decidiu atribuir a distinção máxima do festival ao filme que conta a história de um jovem israelita que rejeita o seu país e a sua língua, para viver em Paris.

O realizador afirmou hoje, ao receber o prémio em Berlim, que o filme poderá criar "um escândalo em Israel". "Espero que as pessoas entendam que a fúria, a raiva, a hostilidade, o ódio e o desprezo só acontecem entre irmãos e irmãs, quando há um forte apego e fortes emoções", disse o cineasta, citado pela Agência France Presse.

O Prémio Especial do júri foi para "Grâce a Dieu", do francês François Ozon, que denuncia no filme o silêncio com que a igreja católica oculta os casos de pedofilia no seu seio e baseia a história num caso real ocorrido em França.

Os prémios para melhor interpretação, masculina e feminina, distinguiram dois atores do filme "Di jiu tian chang", do chinês Xiaoshuai Wang: o chinês Wang Jingchun e a chinesa Yong Mei.

No filme, sobre o impacto da política do filho único na China, Yong Mei e Wang Jingchun interpretam um casal marcado pela perda de um filho, num filme que se passa entre as décadas de 1980 e de 2010.

A alemã Angela Schanelec recebeu o Urso de Prata para melhor realização por "Ich war zuhause, aber".

"Os meninos da Camorra", de Claudio Giovannesi, baseada no livro homónimo do jornalista italiano Roberto Saviano, foi distinguido com o prémio de melhor argumento.

O Urso de Ouro de melhor curta-metragem, prémio ao qual concorria "Past Perfect", do português Jorge Jácome, foi atribuído ao filme alemão "Umbra", de Florian Fischer e Johannes Krell.

O Urso de Prata de melhor curta-metragem foi para "Blue Boy", do argentino Manuel Abramovich.

A 69.ª edição do Festival de Cinema de Berlim é a última sob direção de Dieter Kosslick, que abandona o cargo ao fim de 18 anos e a quem foi feita uma ovação no início da cerimónia de entrega dos prémios.

"Past Perfect" era o único filme português na programação principal do certame.

No programa paralelo do festival foram exibidos "A portuguesa", de Rita Azevedo Gomes, e "Serpentário", a primeira longa-metragem de Carlos Conceição,

No programa paralelo Forum, no Forum Expanded, foram exibidas as produções portuguesas "Fordlandia Malaise", de Susana Sousa Dias, e "A Story from Africa", de Billy Woodberry.

No European Film Market, um mercado de cinema e audiovisual que acontece durante o festival, foi exibida a série de televisão portuguesa "Sul", realizada por Ivo M. Ferreira, que se estreia em setembro na RTP.

Além disso, o projeto "Aurora", de João Vieira Torres, foi exibido no DOC Station do programa paralelo Berlinale Talents, no qual participaram também a distribuidora e programadora Susana Santos Rodrigues, o ator Mauro Soares e o realizador Gonçalo Almeida.

Tópicos:

Camorra, Florian Fischer Johannes Krell Urso, Forum, Gonçalo, Ivo M, Nadav Lapid, Rita Azevedo, Story Africa Billy Woodberry European Film,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à Antena 1, o presidente do PS elogia a chamada "geringonça", mas coloca reservas quanto à hipótese de ter BE e PCP num futuro executivo socialista.

    As famílias já pediram o repatriamento, mas o MNE diz que ainda não tem uma solução.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.