Mais de 60 projetos artisticos vão receber apoio à internacionalização

por Lusa

O Governo vai financiar este ano 61 candidaturas ao Programa de Apoio a Projetos -- Internacionalização, mais do dobro dos apoiados em 2019, num investimento total de 563 mil euros, anunciou hoje a Direção-Geral das Artes (DGArtes).

"Na edição deste ano serão financiadas 61 candidaturas, correspondendo a um aumento de 135%", face às 26 candidaturas que foram alvo de apoio no ano passado, informou a DGArtes em comunicado.

O financiamento de todas as candidaturas elegíveis só vai ser possível devido a um reforço financeiro de quase 163,68 mil euros (163.679,56 euros) para a Internacionalização para a Internacionalização, anunciado na quinta-feira pela ministra da Cultura, Graça Fonseca.

Assim, este programa que inicialmente contemplava 400 mil euros -- para 42 projetos -- passou a contar com um total de aproximadamente 563 mil euros, que vão permitir financiar mais 19 projetos.

Comparativamente com o ano anterior, esta dotação financeira representa um aumento em 117%, em que o valor alocado foi de 260 mil euros, segundo a DGArtes.

Também ao nível das candidaturas se verificou um aumento da procura de apoios no âmbito deste programa, com um total de 92 candidaturas submetidas este ano, mais 34 do que em 2019 (58 candidaturas).

Para o Ministério da Cultura, este investimento reflete "a crescente importância que os programas de intercâmbio internacional têm vindo a assumir junto da comunidade artística".

O Programa de Apoio a Projetos - Internacionalização esteve aberto entre 29 de maio e 2 de julho, com o objetivo de dinamizar a internacionalização das artes e da cultura portuguesa, através da cooperação com outros países.

No que respeita à distribuição por área artística, estão coligidos os seguintes dados: Música -- 17 candidaturas (27,9%); Teatro -- 15 candidaturas (24,6%); Dança -- 9 candidaturas (14,8%); Artes Plásticas -- 8 candidaturas (13,1%); Cruzamento Disciplinar -- 7 candidaturas (11,5%); Fotografia -- 2 candidaturas (3,3%); Circo e Artes de Rua -- 2 candidaturas (3,3%); Design -- 1 candidatura (1,6%).

Tópicos
pub